Ouvir Rádio: Rádio Senado / Universitária FM 107.9 Fale Conosco

0

Por Paulo Gonçalves, Jornal Nacional — Campinas, SP


Cientistas fazem descoberta que pode ajudar na perda de peso.

Cientistas fazem descoberta que pode ajudar na perda de peso.

O Centro de Pesquisa em Obesidade e Comorbidades (CPOC) da Unicamp, em Campinas (SP), descobriu uma substância produzida pelo organismo capaz de estimular o chamado “tecido adiposo marrom”, responsável por manter a temperatura do corpo e que acelera a queima de gordura.

De acordo com os pesquisadores, a descoberta, publicada em uma revista científica internacional, abre novas possibilidades para o desenvolvimento de medicamentos para o tratamento de obesidade e diabetes.

“A interleucina-10 é produzida principalmente pelos órgãos do sistema de defesa do corpo contra infecções. E esses órgãos são distribuídos ao longo do corpo, principalmente na axila, pescoço, virilha. São os gânglios linfáticos”, explica o pesquisador José Carlos de Lima Júnior.

Estudos em laboratório, com animais e células humanas, descreveram como a substância atua no tecido adiposo marrom para aumentar a queima de gordura.

Substância descoberta por pesquisadores da Unicamp pode estimular tecido adiposo marrom a queimar mais gordura — Foto: Reprodução/EPTV Substância descoberta por pesquisadores da Unicamp pode estimular tecido adiposo marrom a queimar mais gordura — Foto: Reprodução/EPTV

Substância descoberta por pesquisadores da Unicamp pode estimular tecido adiposo marrom a queimar mais gordura — Foto: Reprodução/EPTV

‘Tecido marrom’

Diretor do Centro de Pesquisa em Obesidade e Comorbidades, Lício Augusto Velloso explica que o tecido adiposo marrom foi visto inicialmente em roedores e animais que hibernam, produzindo calor durante a hibernação e impedindo a morte do animal por hipotermia.

Há dez anos os pesquisadores descobriram que os seres humanos também possuem tecido adiposo marrom no organismo.

Ele funciona como uma espécie de “climatizador”, uma vez que o tecido adiposo marrom tem células que não deixam a gordura ficar armazenada, derretendo calorias de forma rápida.

Segundo os pesquisadores, fazer exercícios físicos auxilia na produção de tecido adiposo marrom no organismo.

Interleucina-10 é produzida pelo corpo e pode estimular o tecido adiposo marrom a queimar mais gordura — Foto: Reprodução/EPTV Interleucina-10 é produzida pelo corpo e pode estimular o tecido adiposo marrom a queimar mais gordura — Foto: Reprodução/EPTV

Interleucina-10 é produzida pelo corpo e pode estimular o tecido adiposo marrom a queimar mais gordura — Foto: Reprodução/EPTV

G1

Compartilhe

Deixe um comentário