Barroso diz em evento de vereadores que sistema político dificulta eleição de vocacionados

0

“É necessário um novo modelo”, disse o palestrante do evento que comemorou os 30 anos da Constituição

Da Redação*
focus@focus.jor.br

O ministro Luís Roberto Barroso, do STF, bateu duro no sistema partidário brasileiro. Para o magistrado, os partidos são usados como negócio privado, criados para repartição do Fundo Partidário e para barganhar vantagens indevidas. “É necessário um novo modelo”, disse o palestrante do evento que comemorou os 30 anos da Constituição, na manhã desta segunda-feira, na Câmara de Fortaleza.

Segundo o ministro do STF, “mais de 90% dos candidatos são eleitos pela transferência de votos. O eleitor não sabe de quem cobrar e o eleito não sabe a quem dá satisfação”. Ou seja, o eleitor vota em certo candidato, mas pelo atual sistema eleitoral outro é eleito.

Quanto ao sistema eleitoral, o ministro Barroso apontou que o custo das eleições é um impedimento e que dificulta a candidatura de pessoas vocacionadas, mas sem o devido poderio econômico e de influência política.

O ministro fez as contas na ponta do lápis a seguinte conta: o salário de um deputado federal chega a R$ 1,1 milhão ao longo de todo o mandato de quatro anos. No entanto, o preço médio de sua campanha eleitoral é de R$ 5 milhões de reais.

*Com informações colhidas por Frederico Cortez, advogado colaborador do Focus.

Compartilhe

Deixe um comentário