Bolsonaro deverá reduzir cargos federais no Ceará e extinguir órgãos, diz presidente do PSL

0

Cerca de 800 cargos de órgãos federais existentes no Ceará deverão ser reavaliados pelo presidente eleito Jair Bolsonaro e a meta é cortar os que não tenham efetividade para a União. A afirmação é do presidente estadual do PSL, deputado federal eleito Heitor Freire (PSL), que participou de almoço com empresários, na Capital cearense, nesta sexta-feira (9).

Durante encontro, Freire disse que a equipe de transição do futuro Governo de Jair Bolsonaro (PSL) está “avaliando” a extinção ou privatização de órgãos federais, alguns no Estado. No Ceará, 43 órgãos vinculados à União serão impactados e alguns extintos, segundo informou o dirigente. A decisão será divulgada no dia 12 de dezembro, data limite para divulgação dos ocupantes dos ministérios.

O deputado eleito afirmou que com relação ao BNB, o novo presidente deverá ser um técnico capacitado. Disse que entregou três nomes para o presidente avaliar. Ele destacou ainda a ideia de criação de uma Secretaria do Nordeste, para cuidar de projetos voltados para a Região. A ideia é defendida pela bancada de parlamentares nordestinos aliados a Jair Bolsonaro, mas ainda não foi tratada com o presidente eleito.

Quanto ao Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS), o órgão deverá ficar vinculado ao Ministério da Infraestrutura, e dará continuidade as obras da Transposição do Rio São Francisco.

Compartilhe

Deixe um comentário