CSP e Senai dão início à nova capacitação do Programa Jovem Aprendiz

0

1º DE OUTUBRO DE 2018

Teve início esta semana a 6ª edição do Programa Jovem Aprendiz CSP, uma ação permanente da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), com o objetivo de desenvolver jovens profissionais da região de São Gonçalo do Amarante, Caucaia e municípios próximos, para oportunidades futuras na siderúrgica. Com esta turma, o programa alcança, desde o seu lançamento, mais de 200 participantes da região.

Dos selecionados para as novas turmas, uma parte receberá o curso de Manutenção Eletromecânica e a outra parte, o curso de Processos Siderúrgicos. Será uma intensa capacitação teórica e prática, com vários benefícios oferecidos pela empresa, como remuneração, alimentação, transporte e plano de saúde. O programa conta com a parceria do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Ceará (Senai-CE), responsável pela capacitação dos aprendizes juntamente com a CSP.

Edward Herculano, 18, é um dos integrantes da nova turma de Jovem Aprendiz CSP. Morador da sede de São Gonçalo do Amarante, ele ouvia os relatos de outros jovens sobre como foi gratificante participar do programa. Então, foi encorajado a se inscrever, passou pelo processo seletivo e foi aprovado. “Além de me ajudar financeiramente, dei início à minha formação profissional em uma empresa importante para a região e próxima à minha casa”, relata Edward.

A moradora da Lagoa do Mato, também de São Gonçalo do Amarante, Mikaela Reis, 21, acompanhava as redes sociais da CSP. Já havia tentando entrar no programa. “É muito bom ver que a empresa dá oportunidade aos jovens da região. A gente gosta de desafios e novidades, e aqui estou tendo a oportunidade de ingressar no mercado de trabalho”, ressalta Mikaela.

Mais preparados

Glenda da Silva Menezes, 19 anos, de Caucaia, é uma das jovens já formadas pelo programa. Ela agora se sente mais apta a conquistar uma vaga no mercado de trabalho. “É um curso que traz muita diversidade de temas e mostra as diversas possibilidades para colocação no mercado de trabalho. Me sinto mais capacitada”, disse Glenda.

Futuro promissor

Leandro Ferreira da Silva, 20 anos, morador do Pecém, também teve a oportunidade de concluir o programa. Ele conta que aprendeu sobre o processo produtivo do aço, algo do qual tinha muito interesse: “Eu via a siderúrgica de longe e não entendia como era a produção da empresa. Gostei muito da área do Lingotamento Contínuo, onde passei seis meses e tive a oportunidade de aprender bastante”.

Mariana Pontes/SGA Noticias

Com informações SGA nOTICIAS

Compartilhe

Deixe um comentário