Declarações de Cid dominam inauguração de comitê de Bolsonaro em Fortaleza

0
Eleitores do candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL), realizam o primeiro grande ato em apoio ao militar neste segundo turno, em Fortaleza. Na noite desta terça-feira, 16, apoiadores se reuniram na inauguração do comitê central de campanha do deputado federal, no bairro Joaquim Távora. A briga ocorrida entre o senador eleito Cid Gomes (PDT) e militantes do PT nesta segunda-feira, 15, foi lembrada por dirigentes do PSL.
Deputado estadual eleito nestas eleições, André Fernandes (PSL) afirmou que Bolsonaro é “um fenômeno” que teve votação recorde no Estado. Ele recorda que o ex-candidato à Presidência Ciro Gomes (PDT) conseguiu maior votação no primeiro turno no Ceará e que a recente briga ocorrida entre seu irmão Cid e o PT beneficiará a campanha do candidato do PSL.
“Ciro Gomes já falou que o Brasil afundou por causa do Lula e agora tendo esse ‘ataque chilique’ do Cid mostra que só tem uma porta: é Bolsonaro. A repercurssão está sendo boa para nós, do PSL e é negativa para o PT, o que já era esperado, pois é um partido que se equipara a uma facção criminosa”, declarou André.
Tanto Bolsonaro como seu adversário Fernando Haddad (PT) miram os votos de Ciro Gomes, que conquistou mais de 13 milhões de votos no primeiro turno. PT e PDT fizeram aliança formal na disputa ao governo estadual, reelegendo Camilo Santana (PT). Porém, o recente desentendimento entre Cid e petistas deu novo ânimo aos apoiadores de Bolsonaro, que tentaram “virar votos”.
Heitor Freire, presidente do PSL no Ceará e deputado federal eleito, disse que já esperava desavenças como essa. “Mais de 20 partidos reunidos, fatiando um pouco o governo, iria dar naquilo. Iria dar em briga. O voto de Ciro Gomes não é ideológico, mas de aproximação por ser daqui do Estado. Isso reforça nossa mensagem de união e de mudança.”, comentou.
O deputado federal Capitão Wagner (Pros), do palanque, afirmou que Bolsonaro terá compromisso com o Estado pois sua esposa é cearense. Ele também apelou aos apoiadores de Bolsonaro para que tirassem o sentimento de “já ganhou”, relembrando de sua derrota para Roberto Cláudio (PDT) em 2016, quando candidatou-se à Prefeitura de Fortaleza.
(Foto: Mauri Melo / O POVO)
“Não tem eleição ganha antes do dia (de votação)”, enfatizou, complementando com um alerta sobre supostas fraudes nas urnas eletrônicas. “No dia da eleição, percebeu qualquer possibilidade de fraude na seção, não saia enquanto não chegar um fiscal”, ressaltou.
Redação O POVO Online com informações de Henrique Araújo 

 

Compartilhe

Deixe um comentário