Eunício para deputado federal é o plano B com cara de A

0

Por Fábio Campos
fabiocampos@focus.jor.br

Atenção: o mercado político trabalha com a informação de que Eunício Oliveira (MDB) vem mantendo bem lubrificadas as engrenagens que lhe permitam uma rápida mudança de rota para um Plano B. No caso, em vez de disputar uma dificílima reeleição para o Senado, concorrer a uma bem mais viável vaga de deputado federal.

Uma fonte relatou ao Focus que o presidente do Senado, no controle do MDB do Ceará, vem mantendo vazia uma “reserva técnica” de colégios eleitorais controlados por aliados na vaga de deputado federal. “Mais que isso. Eunício já vem conversando com prefeitos acerca dessa possibilidade”, relata. Tudo depende, é claro, do grau de (in)viabilidade da eleição de senador, o plano A.

A mudança de rota é um movimento que vem sendo feito por outros senadores encrencados em denúncias relacionadas à Lava Jato. Aécio Neves (PSDB) é um dos que desistiram do Senado para concorrer para a Câmara dos Deputados. Trata-se de uma forma de garantir o foro especial e, de quebra, puxar votos para ajudar a eleger uma bancada de deputados. É sempre bom lembrar que o tamanho da bancada é que define o bolo do fundo partidário e o tempo no horário eleitoral.

No Rio Grande do Norte, Agripino Maia (DEM), senador por quatro mandatos seguidos, já anunciou que vai concorrer para deputado federal. Há ainda os exemplos dos petistas Gleisi Hoffman (PR) e Lindbergh Farias (RJ), que respondem por denúncias no Supremo e podem também mudar de rota.

Compartilhe

Deixe um comentário