Irma provoca destruição e mortes nos EUA

0

Resumo

  • Furacão derrubou 1 de cada 4 casas do arquipélago de Florida Keys
  • Cerca de 8 milhões de consumidores seguem sem energia elétrica
  • Brasil retomou voos para a Flórida
  • Passagem de Irma deixou 10 mortos em Cuba, diz governo
  • Furacão Jose desvia do Caribe e segue enfraquecendo no Atlântico

Acompanhe

Arquipélago de Flórida Keys tem 90% de construções danificadas pelo Irma

Arquipélago de Flórida Keys tem 90% de construções danificadas pelo Irma

Oito brasileiros, três holandeses, dois venezuelanos e um norte-americano foram resgatados nesta terça-feira (12) por um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) da ilha de São Martinho, informou o Itamaraty. A previsão é de que a aeronave VC-2 (Embraer 190) pouse na Base Aérea de Brasília por volta da 1h30 desta quarta (13).

Destruição em Saint Maarten, parte holandesa na Ilha de Saint Martin, no Caribe, após passagem do Irma

Destruição em Saint Maarten, parte holandesa na Ilha de Saint Martin, no Caribe, após passagem do Irma (Foto: Netherlands Ministry of Defence/Handout via Reuters)

O Empire State, em Nova York, permanecerá com suas luzes apagadas nesta noite em solidariedade aos afetados pelo Irma.

Imagens aéreas mostram destruição nas ilhas de Florida Keys nos EUA

Imagens aéreas mostram destruição nas ilhas de Florida Keys nos EUA

Imagens de satélite mostram o antes e depois do furacão Irma em ilhas do Caribe

Imagens de satélite mostram o antes e depois do furacão Irma em ilhas do Caribe

O governo de Porto Rico estima que os danos causados pelo furacão Irma chegam a US$ 600 milhões.

A Agência Federal para a Gestão de Emergências (Fema) dos EUA estima que 90% das casas em Florida Keys foram danificadas ou destruídas pela passagem do furacão Irma.

Casal batiza filha de ‘Tempestade’ após bebê nascer em meio à chegada do Irma

Casal teve sua primeira filha pouco antes da chegada de furacão a Miami

Casal teve sua primeira filha pouco antes da chegada de furacão a Miami (Foto: BBC/Arquivo pessoal)

Os furacões Irma e Harvey podem ter causado juntos um prejuízo total de até US$ 200 bilhões, um valor comparado ao provocado pelo Katrina em Nova Orleans em 2005, de acordo com as estimativas mais recentes feitas pela Moody’s Analytics. A companhia alertou que o prejuízo do Irma ficará entre US$ 64 bilhões e US$ 92 bilhões. Já os danos provocados pelo Harvey, que devastou parte do Texas, podem chegar a US$ 108 bilhões.

A polícia da área de Miami prendeu mais de 50 possíveis saqueadores que teriam atuado durante o furacão Irma, incluindo 26 pessoas que foram acusadas de invadir uma única unidade do Wal-Mart, disseram autoridades nesta terça.

A Agência Federal de Gestão de Emergências (Fema) dos Estados Unidos informou  que o arquipélago Florida Keys, por onde o furacão Irma passou com categoria 4 no domingo, teve 25% dos edifícios totalmente destruídos e 65% danificados.

Uma área de casas-trailer na região de Florida Keys, na Flórida, após a passagem do Irma

Uma área de casas-trailer na região de Florida Keys, na Flórida, após a passagem do Irma (Foto: AP/Matt McClain)

15 milhões de pessoas estão sem energia na Flórida após passagem do Irma

Quinze milhões de pessoas estão sem energia na Flórida após passagem do Irma

Macron vê estragos do Irma no Caribe, enquanto enfrenta protestos contra reforma

Macron vê estragos do Irma no Caribe, enquanto enfrenta protestos contra reforma

O presidente francês e o rei holandês visitaram nesta terça (12) territórios caribenhos afetados pelo furacão Irma, tentando rebater críticas dos moradores de que os governos europeus estavam despreparados, foram lentos para reagir e até mesmo racistas em suas respostas à devastação.

O presidente francês Emmanuel Macron conversa com moradores da ilha francesa de St. Martin, no Caribe, afetados pela passagem do furacão Irma, durante visita na terça-feira (12)

O presidente francês Emmanuel Macron conversa com moradores da ilha francesa de St. Martin, no Caribe, afetados pela passagem do furacão Irma, durante visita na terça-feira (12) (Foto: Reuters/Christophe Ena/Pool)

O presidente francês Emmanuel Macron conversa com moradores da ilha francesa de St. Martin, no Caribe, afetados pela passagem do furacão Irma

O presidente francês Emmanuel Macron conversa com moradores da ilha francesa de St. Martin, no Caribe, afetados pela passagem do furacão Irma, durante visita na terça-feira (12)

O presidente francês Emmanuel Macron conversa com moradores da ilha francesa de St. Martin, no Caribe, afetados pela passagem do furacão Irma, durante visita na terça-feira (12) (Foto: Reuters/Christophe Ena/Pool)

O presidente francês Emmanuel Macron passa por prédios destruídos pelo furacão Irma na ilha francesa de St. Martin, no Caribe, durante visita nesta terça-feira (12)

O presidente francês Emmanuel Macron passa por prédios destruídos pela passagem do furacão Irma na ilha francesa de St. Martin, no Caribe, durante visita na terça-feira (12)

O presidente francês Emmanuel Macron passa por prédios destruídos pela passagem do furacão Irma na ilha francesa de St. Martin, no Caribe, durante visita na terça-feira (12) (Foto: Reuters/Christophe Ena/Pool)

Ao menos 43 pessoas morreram no Caribe e 12 nos EUA (na Flórida, Geórgia e Carolina do Sul) devido à passagem do furacão Irma, segundo balanço da Reuters.

O presidente da França, Emmanuel Macron, disse que 11 pessoas foram mortas na parte francesa da ilha de St. Martin, no Caribe, atingida pelo furacão Irma.

Barcos são vistos sobre a terra após serem arrastados durante a passagem do furacão Irma em Miami

Imagens feitas com um drone mostram a situação do litoral de Miami após a passagem do Irma

A primeira-dama dos EUA, Melania Trump, manifestou sua solidariedade às pessoas que foram impactadas pelo furacão Irma.

O porto de Tampa Bay foi reaberto, segundo a Guarda Costeira dos EUA.

Lissette Echavarria segura Oliver, um cão abandonado que ela salvou após o furacão Irma, na comunidade de Cole Bay, em St. Martin

Lissette Echavarria segura Oliver, um cão abandonado que ela salvou após o furacão Irma, na comunidade de Cole Bay, em St. Martin

Lissette Echavarria segura Oliver, um cão abandonado que ela salvou após o furacão Irma, na comunidade de Cole Bay, em St. Martin (Foto: Carlos Giusti/AP)

O condado de Miami-Dade, o mais populoso da Flórida, suspendeu nesta terça-feira o toque de recolher decretado no sábado passado perante a chegada do furacão Irma. Na cidade de Miami Beach a restrição continua em vigor.

O presidente dos EUA, Donald Trump, visitará a Flórida nesta quinta (14) para verificar os estragos causados pelo furacão Irma.

Parques da Disney e Universal em Orlando reabrem após passagem do furacão Irma pela Flórida

Entrada do parque Magic Kingdom, um dos mais populares do complexo Disney, fechado pela passagem do furacão Irma pela Flórida

Entrada do parque Magic Kingdom, um dos mais populares do complexo Disney, fechado pela passagem do furacão Irma pela Flórida (Foto: AP Photo/John Raoux)

Autoridades da Flórida permitem que alguns moradores retornem para casa após evacuação

Autoridades da Flórida permitem que alguns moradores retornem para casa após evacuação

Imagens de satélite da Nasa mostram os efeitos devastadores do furacão Irma pelo Caribe

Imagens da passagem de Irma nas Ilhas Virgens Britânicas

Imagens da passagem de Irma nas Ilhas Virgens Britânicas (Foto: Reprodução/NASA)

Mais de 5,5 milhões de clientes de companhias fornecedoras de eletricidade na Flórida continuam sem luz. Na Geórgia, há aproximadamente 870 mil clientes sem eletricidade, o que equivale a quase 50% do total de clientes residenciais da companhia Georgia Power.

Imagens mostram devastação causada pelo Irma em Antígua e Barbuda

Imagens mostram devastação em Antígua e Barbuda

Imagens mostram devastação em Antígua e Barbuda (Foto: Reprodução/NASA)

O toque de recolher permanece em vigor em Miami Beach por segurança – das 23h às 7h as pessoas não devem sair de casa.

Furacão Irma é rebaixado para ciclone pós-tropical com ventos de 40 km/h

Furacão Irma é rebaixado para ciclone pós-tropical com ventos de 40 km/h

6,6 milhões de consumidores estão sem luz em 5 estados – Flórida, Geórgia, Carolina do Sul, Carolina do Norte e Alabama, segundo a CNN.

O restabelecimento total do fornecimento de energia elétrica na Flórida pode levar até mais 10 dias, segundo a CNN.

O aeroporto de Havana retomou suas operações nesta terça após a passagem do furacão Irma pela ilha no fim de semana.

Os parques temáticos da Disney e da Universal na Flórida, que fecharam durante o final de semana por conta da passagem do furacão Irma, reabriram nesta terça suas portas após a realização de tarefas de limpeza e comprovação de que não houve danos relevantes.

O governo do estado americano da Georgia levantou a ordem de retirada da costa, mas alertou que a população deve esperar um sinal verde das autoridades locais antes de voltar para casa.

O presidente francês, Emmanuel Macron, e o rei da Holanda viajaram nesta terça-feira para as ilhas caribenhas para constatar a extensão “sem precedentes” dos danos e tentar amenizar o descontentamento dos habitantes diante da falta de organização.

Mas foi nas ilhas do Caribe que Irma, o furacão mais poderoso já registrado no Atlântico, foi mais devastador.

Em Naples, Flórida, estância balneária, foram as casas pré-fabricadas que mais sofreram. Os ventos de quase 200 km/h arrancaram partes inteiras desses imóveis muito populares e apreciados pelos aposentados.

Muitas localidades da costa oeste americana ofereciam o mesmo espetáculo: telhados arrancados, árvores derrubadas, estradas cortadas, ruas inundadas.

O aeroporto de Miami retomou uma atividade limitada, operando nesta terça a 30% de sua capacidade. Espera-se que os serviços sejam normalizados antes do fim de semana.

No resto da Flórida, menos afetada, 15 milhões de moradores continuavam sem energia elétrica. Mesma situação para cerca de um milhão de pessoas no estado vizinho da Geórgia.

A destruição causada pelo furacão Irma começa a se revelar, nesta terça-feira, no arquipélago de Florida Keys, onde quase todas as residências foram destruídas ou atingidas.

“No geral, todas as casas de Florida Keys foram afetadas de uma maneira, ou de outra”, declarou o chefe da Agência americana de Situações de Emergência (Fema), Brock Long, citando estimativas que “apontam que 25% das casas foram destruídas e 60% foram danificadas”.

O furacão José, que está na categoria 1, está se movendo lentamente, na direção leste, com pouca mudança em sua força, segundo o Centro Nacional de Furacões dos EUA.

A depressão tropical Irma dissipou-se sobre território americano, segundo o Centro Nacional de Furacões do país.

Cinco pessoas foram presas na cidade de Lakeland, Flórida, após saquear uma loja do Starbucks e tentar arrombar um hotel, segundo

G1

Compartilhe

Deixe um comentário