Ministério Público pede afastamento do prefeito de Aracati

0

O Ministério Público do Ceará ajuizou uma ação civil solicitando o afastamento do ex-secretário de Turismo do Estado do Ceará e atual prefeito do Município de Aracati, Bismarck Costa Lima Pinheiro Maia.

O objeto da ação é obter de volta o valor gasto na obra milionária do Acquario Ceará, atualmente parada. De acordo com o Ministério Público, foram gastos mais de R$ 80 milhões por esta obra, classificada pelo órgão como um “amontoado de concreto e ferro”.

Desde a concepção, ainda em 2008, e o início de suas obras, em 2012, o Acquario Ceará é, segundo o promotor de Justiça Ricardo Rocha, um equipamento imerso em mistérios e muita polêmica. Orçada em cerca de R$ 300 milhões, a construção já consumiu cerca R$ 130 milhões desse total. Parte para a aquisição de equipamentos e recursos tecnológicos – R$ 83,8 milhões –, parte para viabilizar a estrutura de concreto do espaço – R$ 45,8 milhões. Entretanto, depois de tanto tempo e recursos gastos, a obra está, atualmente, abandonada.

A ação do Ministério Público pede o afastamento pelo prazo de 180 dias.

Bismark Maia afirmou, em nota, que o ex-secretário de Turismo durante a administração de Cid Gomes, tomou conhecimento da notícia através de um blog e está tranquilo. O prefeito afirmou que se trata de uma obra decidida pelo Governo do Estado, que teve o contrato firmado com anuência da Procuradoria Geral do Ceará.

cnews

Compartilhe

Deixe um comentário