Ouvir Rádio: Rádio Senado / Universitária FM 107.9 Fale Conosco

No Twitter, Bolsonaro diz que é preciso ‘pegar pesado’ no combate ao crime: ‘Vamos agir’

0

Por G1 — Brasília

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, escreveu no Twitter no início da manhã deste sábado (6) que é preciso “pegar pesado” no combate ao crime.

Bolsonaro tem priorizado a campanha nas redes sociais neste final de primeiro turno. A eleição está marcada para domingo (7).

“É preciso pegar pesado no combate ao crime para que o marginal entenda que suas ações não sairão impunes, e que é ele que deve ceder. A sociedade precisa de uma resposta! E nós daremos!”, escreveu o candidato.

As frases foram postadas em formato de imagem, ao lado de uma foto de Bolsonaro. Acima, no post, ele afirmou: “Vamos agir.”

Bolsonaro também disse que há inversão de valores no país quando o assunto é segurança pública.

“Quando entenderão que não é a vítima de latrocínio que morre por conta de um celular, mas o bandido covarde que mata por isso? Chega de inversão de valores!”, argumentou.

Candidato do PSL, Jair Bolsonaro passa o dia no Rio

Candidato do PSL, Jair Bolsonaro passa o dia no Rio

‘Apuração paralela’

Numa transmissão ao vivo na noite deste sábado (6), o candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL) incentivou que seus apoiadores façam uma “apuração paralela” do resultado eleitoral. “É difícil você garantir a lisura das eleições com o voto eletrônico”, disse Bolsonaro. Ele pediu que os apoiadores compareçam à seção eleitoral no fim do dia, às 17h, para tirar fotos do boletim de urna exposto no local e, depois, para enviar a foto por um aplicativo.

Bolsonaro afirmou que, para “liquidar a fatura no primeiro turno”, os seus eleitores devem “arrumar mais um voto dentro da família ou na fila de votação”. Ele disse que a candidatura dele será capaz de “unir o povo brasileiro”.

O presidenciável ainda afirmou que, caso eleito, vai fundir os ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente. Segundo ele, o estado de Roraima “tem tudo para ser um grande estado, mas é sufocado por questão ambiental e por questão indígena”.

Na transmissão, Bolsonaro também disse que quer criar o “Vale do Nióbio”, “como o americano tem o Vale do Silício”, possivelmente na região do Vale do Paraíba e depois noutros estados. Para isso, o candidato disse que vai “buscar parcerias no mundo todo”.

Bolsonaro afirmou ainda que deve se envolver apenas nas campanhas de candidatos ao governo do próprio partido, o PSL. “Afinal de contas, os partido que lançaram candidatos ou eram do centrão ou eram da esquerda. Como é que a gente vai entrar numa briga dessa? Já que eles não aceitavam conversar conosco… Boa sorte, que vença o melhor em cada estado.”

Compartilhe

Deixe um comentário