Ouvir Rádio: Rádio Senado / Universitária FM 107.9 Fale Conosco

Os cálculos otimistas do governo

0

Nesta véspera da votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, os aliados do Palácio do Planalto apresentam cálculos otimistas.

Por essas estimativas, pode chegar a 280 o número de votos pelo arquivamento da denúncia contra o presidente. Haveria, ainda, um total de 51 deputados de partidos da base aliada indecisos e que serão alvo de uma última investida de Temer.

Nesse grupo, estão tucanos que votarão pela continuidade da denúncia contra o presidente.

Ainda segundo esses cálculos, há hoje 181 votos contra Temer, pela autorização do afastamento do presidente para investigação.

Dentre esses votos, segundo os mesmos cálculos, estariam 57 de partidos da base aliada ao governo.

Ou seja, sozinha, a oposição teria 124 votos.

Tudo isso perfaz um total de 512 votos, porque o presidente da Casa, Rodrigo Maia, não deve votar.

Nesta véspera da votação da denúncia, o PT decidiu aguardar o governo atingir o quórum de 342 votos para dar início à sessão de votação do pedido e, só aí, é que vai anunciar sua estratégia – se vai marcar presença para contribuir com o quórum para votação, ou não.

Esse roteiro do PT é favorável ao governo porque não estão previstas manobras de obstrução da sessão, o que interessa ao presidente Temer.

Há no partido a avaliação de que o PT não deve obstruir e, assim, permitir a vitória do presidente Temer.

Segundo esse raciocínio, permanecendo no Palácio do Planalto, Temer continuará impopular, o que ajudaria o PT nas eleições do ano que vem.

G1

Compartilhe

Deixe um comentário