Paulo Paim defende pacto de conciliação nacional

0

Em pronunciamento nesta segunda-feira (18), o senador Paulo Paim (PT-RS) defendeu a elaboração de Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que possibilite eleições diretas para presidente e vice-presidente da republica em outubro de 2016, junto com as eleições para escolha de prefeitos e vereadores.

Em seu pronunciamento, Paim defendeu um amplo pacto de conciliação nacional, diante da aprovação, na Câmara dos Deputados, no domingo (17), da autorização da abertura de processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, agora em curso no Senado.

Paim defendeu o poder de escolha do eleitorado, e disse que “nada mais legitimo que o povo nas urnas escolha o seu representante máximo, seja presidente da República ou vice”.

— A proposta não é contra ninguém, mas a favor do Brasil. Houve um impasse. As pesquisas todas mostram que o nosso povo quer uma mudança em relação àqueles que estão dirigindo o país. E nós aqui temos obrigação de contribuir para a harmonia, o entendimento, para o diálogo e para uma saída política para a crise, que seria assegurar eleição direta para 2 de outubro — afirmou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Compartilhe

Deixe um comentário