Pecém fecha parceria com Roterdã até agosto

0

 Bruno Cabral – Repórter/Diário do Nordeste
Image-0-Artigo-2427886-1
Negociação entre o governo do Estado e os holandeses visa dotar o Pecém de um parceiro estratégico de bastante expertise na Europa ( Foto: José Leomar )

A parceria entre os portos do Pecém e de Roterdã deverá ser confirmada até o final de agosto, segundo afirmou o governador Camilo Santana, na manhã de ontem (17), antes do início da reunião de Monitoramento de Ações e Projetos Prioritários (Mapp) do Governo do Estado. A expectativa era de que o acordo tivesse sido assinado ainda neste mês mas, devido a questões burocráticas por parte dos holandeses, acabou sendo adiada.

“Eu gostaria de ter fechado essa parceria antes do dia 7, mas houve problemas lá na Holanda. O Porto de Roterdã, cujo controle acionário é da prefeitura e do país, teve de mudar o conselho, que é quem decide. Mas isso já foi resolvido. A expectativa é de que já em agosto, a gente já possa anunciar essa parceria”, disse o governador.

No início de julho, o presidente do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (Cipp S/A), Danilo Serpa, havia declarado que a previsão era que o acordo fosse fechado apenas em outubro, em virtude da estruturação de uma comissão de negócios em Roterdã, após as eleições nos Países Baixos, em março, e do calendário eleitoral brasileiro. Em sua composição acionária, 70% do Porto de Roterdã é da prefeitura de Roterdã e 30% do governo nacional dos Países Baixos.

Apesar do atraso para firmar a parceria, as obras de ampliação do Porto do Pecém, que compreende a segunda ponte de acesso ao terminal e a estrutura do berço nove, juntamente com o pátio, seguem dentro do cronograma, segundo afirmou na ocasião, o presidente do Cipp S/A.

Linha Leste do Metrofor

Sobre as obras da Linha Leste do Metrô de Fortaleza (Metrofor), Camilo informou que aguarda apenas assinatura do aditivo ao financiamento que o Estado tem com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no valor de R$ 1 bilhão, para que as obras sejam retomadas. “Estou contando que até a próxima semana possa ser assinado esse aditivo e aí sim a gente já pode dar início às obras desse importante equipamento para a mobilidade de Fortaleza”, disse o governador.

O Governo do Estado já assinou um contrato de financiamento com a Caixa Econômica Federal no valor de R$ 673 milhões. “Estamos aguardando só a assinatura do aditivo ao financiamento que o estado tem com o BNDES”, afirmou. Após essa fase, as empresas poderão iniciar o processo de contratação de pessoal e de estabelecimento do canteiro de obras.

O Consórcio FTS, formado pela Construtora Ferreira Guedes S/A e Sacyr Construcción, venceu a licitação ao apresentar desconto de 14,03%, representando R$ 239,7 milhões a menos do valor estimado para o processo da Linha Leste, que era de R$ 1.709.251.083,09. Assim, o valor final ficou em R$ 1.469.446.061,46.

Andamento das obras

Antes do início do Mapp, ocasião em que se reúne com todos os secretários para avaliar o andamento de projetos e ações do Estado neste ano de 2018, Camilo Santana, ao ser questionado se o período eleitoral poderia atrapalhar o andamento das obras do governo, disse que a agenda de governo não sofrerá alterações.

Compartilhe

Deixe um comentário