Pesquisas apontam Alckmin com 6% a 8% e Tasso se fortalece para disputar presidência

0

O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) está abatido com seu rendimento de 6% a 8% nas pesquisas de intenções de votos, a depender do cenário, divulgada, pelo Datafolha. O tucano deixou o Governo de São Paulo para disputar o Planalto, mas pode acabar sendo rifado pelo partido. Hoje, o senador Tasso Jereissati (PSDB) já é cotado para substituir Alckmin na disputa.

Além do baixo desempenho, pesa contra o ex-governador de SP o inquérito aberto pelo Ministério Público de São Paulo (MPSP) para investigar o caixa 2 de R$ 10 milhões, pago pela Odebrecht, para as campanhas de Alckmin de 2010 e 2014. O prefeito de Manaus, Artur Vigílio (PSDB), já defendeu publicamente a troca.

Vigílio acredita que a morte política do senador Aécio Neves (PSDB), que virou réu no Supremo Tribunal Federal (STF) no caso onde foi gravado pedindo R$ 2 milhões em propina a Joesley Batista, dono da JBS, também feriu de morte a campanha de Alckmin à presidência.

Tiro no pé

Diante do cenário, ter antecipado a saída do governo do SP pode ter sido um tiro no próprio pé para Alckmin. Fora do cargo, o tucano perde o foro privilegiado, acelerando o avanço das investigações contra ele.

Ceará News

Compartilhe

Deixe um comentário