Tasso Jereissati defende plebiscito para definir modelo de financiamento eleitoral

0

O presidente nacional interino do PSDB, Tasso Jereissati, defendeu, nesta quarta-feira (9), após participar de uma reunião da Executiva Nacional da sigla, a realização de um plebiscito para que a população decida sobre o modelo de financiamento de campanha eleitoral que deve ser adotado no Brasil a partir das próximas eleições.

“Não chegamos a um consenso. Eu sou favorável que isso vá para um plebiscito em que a população vai decidir se as campanhas eleitorais devem ser financiadas pela iniciativa privada, evidentemente com regras e limites, ou por um fundo público oriundo do orçamento”.

Tasso afirmou ainda que o partido vai defender a aplicação do voto distrital misto – metade dos candidatos eleitos por distritos e metade por proporção – para 2018, mas visando a aplicação do parlamentarismo em 2022. O PSDB também defenderá a cláusula de barreira, para acabar com os partidos nanicos, e o fim da coligação proporcional, usada por partidos menores para conseguir tempo de rádio e tv e alcançarem o coeficiente eleitoral e elegerem candidatos.

“Na questão da reforma política, nossas posições agora são a cláusula de barreira, fim da coligação proporcional já para 2018, a questão do voto distrital misto, que nós vamos levar distrital misto para chegarmos ao parlamentarismo. Parlamentarismo não agora, o parlamentarismo não como solução de crise, mas o parlamentarismo para 2022”.

Ceará News

Compartilhe

Deixe um comentário