Ouvir Rádio: Rádio Senado | Rádio Câmara Fale Conosco

Com visita de Temer, água da Transposição chega à Paraíba na sexta

0

Publicado por Amanda Miranda em Notícias às 21:22

Dez anos após o início da obra que custou até agora mais de R$ 8 bilhões, a água da Transposição do Rio São Francisco chega nesta sexta-feira (10) à Paraíba. A agenda do presidente Michel Temer (PMDB) prevê a visita do peemedebista à cidade de Monteiro, primeira a receber a água do ‘Velho Chico’. De acordo com o correspondente da Rádio Jornal em Brasília, Romoaldo de Souza, Temer embarca de lá para Campina Grande, na Paraíba, onde assina ordem de serviço para obras na BR-230. Depois vai a Sertânia, no Sertão pernambucano,  e em seguida a Monteiro.

LEIA TAMBÉM
» Novela da licitação do Eixo Norte da Transposição continua. Governo Temer inabilita segunda colocada na disputa
» Após cobrar paternidade, Lula visita obras da Transposição
» Temer visita pela terceira vez obras da Transposição no Nordeste

A previsão inicial era que Temer fizesse a sua terceira visita às obras em três meses nesta quinta-feira (9), mas, nessa segunda-feira (6), o ministro Helder Barbalho (Integração Nacional) vistoriou o reservatório de Barreiros, no Sertão pernambucano, que teve um vazamento na semana passada, e anunciou que a água só chegaria à Paraíba no sábado (11). A data informada pelo Palácio do Planalto foi a sexta-feira (10).

De acordo com o Ministério da Integração Nacional, o último reservatório do eixo leste, Barro Branco, ainda em Pernambuco, está em fase de enchimento. De lá, a água passa por um túnel até chegar ao açude de Poções, em Monteiro, já na Paraíba. Depois, a água seguirá pelo Rio Paraíba até o reservatório Boqueirão, para reforçar o abastecimento em Campina Grande, também na Paraíba.

» Campeã de licitação para finalizar obras da Transposição é desabilitada
» Vazamento em barragem da Transposição em Sertânia é controlado
» Cerca de 60 famílias foram removidas após vazamento na Transposição

Antes ir para o estado vizinho, a água chegou ao município pernambucano de Sertânia, onde fica a barragem que apresentou vazamento, no último dia 24, após uma visita do ministro com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). Através da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), o tucano, que tem planos de se candidatar à presidência, cedeu bombas para o projeto. Alckmin é só um dos nomes que usam a estratégia de ficar ligados à transposição.

Blog de Jamildo

Compartilhe

Deixe um comentário