Ouvir Rádio: Rádio Senado Fale Conosco

5 maneiras de lidar com o luto pela morte de alguém

0
  • A morte de alguém próximo é um momento bastante delicado na vida de qualquer pessoa. Negação, raiva, barganha, depressão e aceitação são conhecidos como as fases principais do luto de acordo com a psiquiatra suiça Elizabeth Kübler-Ross, que acredita que há duas opções: cair no negativismo ou enfrentar a situação para seguir em frente e recomeçar. Confira abaixo algumas formas de lidar com isso:

    Não fuja: vivencie o luto

    É importante não entrar em negação e viver o luto: fique triste, chore, procure um ombro amigo se achar que precisa desabafar. O processo é difícil e doloroso de se viver especialmente nos primeiros dias, mas o tempo vai passar e a dor vai se tornando suportável aos poucos. O segredo é analisar o que ajuda e o que atrapalha na hora de passar lidar com os sentimentos que surgirão nesse momento.

  • Dê um tempo a si mesmo

    Cada pessoa leva um tempo diferente para recomeçar após um momento difícil. É importante buscar entender os sentimentos que surgem nesse momento; aqui, o autoconhecimento pode ser um bom aliado. Evite comparações com outras pessoas, afinal, cada indivíduo precisa vivenciar seus ciclos de acordo com o próprio ritmo pessoal.

  • Cuide da própria saúde

    Estudo feito nos EUA revelou que a morte de um cônjuge aumenta as chances de morte em 41% nos seis meses após a perda. Os médicos acreditam que o luto esteja associado a processos inflamatórios que aumentam as chances de doenças, especialmente as cardiovasculares. Alimentar-se, por exemplo, pode ser desafiador nesse período, mas é importante tentar manter uma rotina saudável nesse período.

  • Liberte-se da culpa

    Durante o luto, é inevitável sentir-se responsável, especialmente em casos de suicídio. O acompanhamento médico é importante para ajudar a encontrar uma narrativa que faça algum sentido diante da tragédia. Remoer fatos que já passaram como se fosse possível modificá-los também não é saudável: é preciso olhar para o presente e aceitar o que passou para seguir mais forte e confiante.

  • Busque ajuda

    Os especialistas acreditam que é aceitável que um processo de luto dure entre três meses e dois anos. Quando esse limite é ultrapassado, e os sentimentos de tristeza e desesperança continuam fortes, o problema pode se tornar o que eles chamam de luto patológico. Aí é hora de buscar ajuda médica especializada, já que o quadro pode se agravar e evoluir para depressão.

Compartilhe

Deixe um comentário