Ouvir Rádio: Rádio Senado / Universitária FM 107.9 Fale Conosco

Brasil é o menos produtivo entre países com mesma renda per capita, conclui pesquisa da FGV

0

Frederico Cortez
cortez@focus.jor.br

Pesquisadores da Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgaram um estudo sobre a produtividade brasileira envolvendo 35 atividades econômicas de 39 países, entre 1995 e 2009. O estudo denominado de “O Brasil em Comparações Internacionais de Produtividade: Uma Análise Setorial”, foi realizado utilizando um banco de dados sobre produtividade e emprego de 40 países membros da Socio Economic Accounts (SEA). Os pesquisadores concluíram que a produtividade do trabalho brasileira é baixa em comparação com os países desenvolvidos e mesmo em relação a alguns países da América Latina, como o Chile.

Os pesquisadores da FGV, Fernando Veloso, Pedro Cavalcanti, Silvia Matos e Bernardo Coelho, destacam sobre a importância de analisar o comportamento da produtividade em diferentes setores da economia para entender a evolução da produtividade agregada. No caso, usando dados nacionais e em comparação com as informações obtidas pelo SEA (banco de dados) chegaram ao resultado de que o Brasil é um dos países com menor produtividade, estando no mesmo patamar de China, Índia e Indonésia. Dentre os países de maior produtividade, encontram-se os Estados Unidos, seguidos de perto pela Irlanda e, em patamar mais abaixo, França, Canadá e Austrália.

O Brasil está  entre os países de menor produtividade em todos os setores da economia, com base na amostra SEA. Importante apontar que fazem todos os dados coletados pelo banco de dados são oriundos de países desenvolvidos, razão essa da posição brasileira inferior no estudo comparativo. Em particular, a produtividade dos Estados Unidos é cerca de 14 vezes maior que a do Brasil na agropecuária, 5,7 vezes na indústria e 5,4 nos serviços. À título de exemplo, cita a pesquisa, se o Brasil tivesse produtividade igual a dos Estados Unidos em todos os setores, a sua produtividade aumentaria 430%.

Em conclusão, a pesquisa mostra que a produtividade brasileira é bem mais baixa que a dos países desenvolvidos nos três grandes setores: agropecuária, indústria e serviços.

*Com informações Fundação Getúlio Vargas

*Fernando Veloso é graduado em Economia pela Universidade de Brasília (UNB), possui mestrado pela PUC-RJ e doutorado em Economia pela University of Chicago. Pesquisador da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Atualmente é Revisor dos periódicos: Brazilian review of econometrics, Revista Brasileira de Economia, Estudos Econômicos (USP), Revista de Economia Aplicada.

 

Compartilhe

Deixe um comentário