Ouvir Rádio: Rádio Senado | Rádio Câmara Fale Conosco

Agefis apreende 53 caixas de remédios irregulares armazenados em geladeira de condomínio em Fortaleza

0

Os medicamentos estavam sendo comercializados em uma geladeira.  — Foto: Agefis/Divulgação

Os medicamentos estavam sendo comercializados em uma geladeira. — Foto: Agefis/Divulgação

A Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis) apreendeu, nesta quinta-feira (12), 53 caixas de medicamentos em uma geladeira de um condomínio no Bairro Maraponga, em Fortaleza. Segundo a Agefins, o responsável pelos remédios vendia irregularmente antibióticos, corticoides, remédios para hipertensão entre outros.

A Agefis informou também que o encarregado também foi notificado por exercer atividade comercial do tipo mercadinho sem alvará de funcionamento emitido pela Prefeitura Municipal de Fortaleza.

Impróprios para o consumo

Durante a fiscalização, foram verificados que os medicamentos armazenados estavam em desacordo com a legislação sanitária e, consequentemente, impróprios para o consumo. Além disso, a venda irregular estava facilitando o consumo indiscriminado de medicamentos, prática que pode gerar graves problemas à saúde.

Conforme a Agefis, a prática é ilegal e pode resultar em multa de até R$ 17.102,00, de acordo com a gravidade da infração e reincidência. Ainda, de acordo com o órgão, é proibida a comercialização de qualquer tipo de medicamento que não seja em farmácia ou drogaria licenciada e autorizada pelos órgãos sanitários.

No caso de medicamentos sujeitos a controle especial, configura como crime a venda desse tipo de medicamento sem autorização ou em desacordo com a legislação, cabendo aos órgãos de segurança realizar a prisão dos praticantes do ilícito.

Legislação

O artigo 877 do Código da Cidade considera uma infração grave funcionar estabelecimento ou atividade sem o Alvará de Funcionamento, Licença Sanitária ou sem qualquer outro Alvará, Licença, Autorização ou Permissão Obrigatórios. As penalidades vão desde multa à suspensão das atividades.

A população pode denunciar esses casos para a Agefis por meio do aplicativo Fiscalize Fortaleza (disponível para Android e iOS), do site Denuncia Agefis e do telefone 156.

G1 CE

Compartilhe

Deixe um comentário