Ouvir Rádio: Rádio Senado | Rádio Câmara Fale Conosco

Apenas em 2017, quatro ciclistas morreram em acidentes de trânsito

0

O administrador Edson Antonelli morreu ontem, depois de ser atingido e arrastado quando pedalava na ciclofaixa do Lago Norte. A motorista foi presa em flagrante, sem direito a fiança, e deve responder por homicídio culposo

Ao chegar no local do acidente, Daniel Antonelli, filho do ciclista Edson Antonelli, 61 anos, não precisou levantar o pano branco que cobria o corpo para saber que se tratava do pai. Reconheceu a bicicleta retorcida e, aos prantos, se sentou no meio-fio, amparado por agentes do Departamento de Estradas de Rodagem (DER).

O desespero do rapaz se soma ao de familiares de outras vítimas da trágica combinação entre álcool e volante. No Distrito Federal, não existem estatísticas que apontem a quantidade de acidentes com mortes provocados por motoristas embriagados. Porém, é crescente o número de pessoas autuadas por dirigirem sob efeito de álcool.
Levantamento do Departamento de Trânsito (Detran-DF) revela que, apenas no primeiro trimestre de 2017, 4.834 pessoas foram pegas embriagadas ao volante. O índice representa um aumento de 36,5 % em relação ao mesmo período do ano anterior.
Estatísticas também apontam que o álcool estava no corpo de, pelo menos, 28% das vítimas mortas em 2015 no trânsito. Com base nos laudos do Instituto de Medicina Legal (IML), a gerência de estatística do Detran identificou que, dos 354 mortos no primeiro semestre do ano retrasado, 99 tinham ingerido bebida alcoólica.
Correio Brasiliense
Compartilhe

Deixe um comentário