Ouvir Rádio: Rádio Senado | Rádio Câmara Fale Conosco

Aplicativo de transporte voltado para mulheres iniciará operação em Fortaleza no dia 30

0

A operação da plataforma Lady Driver começa com 11 mil clientes, 700 motoristas cadastradas e 300 aprovadas para aptas a iniciar o serviço

Átila Varela
atila@focus.jor.br

A Lady Driver, aplicativo de transporte de passageiros, começa a operar nas ruas de Fortaleza, no próximo dia 30 de novembro.

A operação começa com 11 mil clientes, 700 motoristas cadastradas e 300 aprovadas para iniciar o serviço.

No Ceará, a franquia da plataforma é dos empresários Luciana Dalla Nora e Miguel Andrade. Eles destacam que a ideia é auxiliar na locomoção desse público específico para a escolas, cursos extracurriculares, outros tipos de atividades e até deslocamento à casa de familiares ou amigos.

“O aplicativo Lady Driver tem um propósito que é empoderar as mulheres, promover renda adicional para aquelas que são chefes de família. Queremos estimular a sororidade, pela qual mulheres se ajudam. Com isso, temos mais pertencimento e segurança no serviço. A qualquer hora do dia ou da noite, as mulheres vão poder solicitar a sua Lady Driver e garantir a sua liberdade de ir e vir, além disso ajudando outras mulheres”, explica Luciana Dalla Nora, embaixadora da franquia em Fortaleza.

Rigor

Para preservar a segurança das passageiras, o aplicativo é rigoroso quanto ao cadastramento de usuárias e informa que tem um sistema para verificar dados junto à Polícia Federal e à Receita Federal. O serviço pretende formar uma rede de apoio para a rotina das clientes, cujo público prioritário é de mulheres, mas também atende idosos e idosas, pessoas com mobilidade reduzida e crianças.

Com tecnologia própria, a Lady Driver dispõe de atendimento automatizado com algoritmos de análise e decisão para passageiras e motoristas; comunicação com passageira e motorista por meio de chat e push; monitoramento de toda a operação; envios de push/sms/e-mail-métricas; e analytics para análise de KPI’s (incentivo de motoristas com antifraude, 100% automatizado). Todos esses cuidados, foram pensados pela fundadora e CEO da startup, Gabryella Corrêa, após sofrer assédio em transporte de app.

Diferencial

O principal diferencial é dirigir para mulheres, em corridas agendadas ou em tempo real, mas a condutora também será treinada para atender chamadas de pessoas da terceira idade ou com alguma redução de mobilidade (Lady Care) e de crianças e adolescentes (Lady Kiddos). As passageiras contarão com um programa único e exclusivo de descontos (Lady Card).

No caso da Lady Care, o serviço foi pensado para humanizar a locomoção de pessoas que necessitam de um cuidado maior, seja para ir em uma consulta médica, fazer exames ou mesmo algum momento de lazer em família ou com amigos. Também conhecidas como “Mãetoristas Lady”, as motoristas deste aplicativo podem tanto atender corridas agendadas, chamadas pontuais ou emergências com serviço disponível 24h por dia.

Remuneração

Um dos diferenciais da Lady Driver é a remuneração por todo o percurso realizado, desde o aceite da corrida incluindo o deslocamento até a passageira, até o destino final. Outra facilidade é a isenção de taxas mensais para utilizar o sistema. Além disso, a tarifa para utilizar o aplicativo é fixa em todos os horários (25% em cada corrida).

A plataforma

Disponível para os sistemas operacionais Android e iOS, o aplicativo Lady Driver iniciou suas operações em 2017, inicialmente em São Paulo. Conta com mais de 70 mil mulheres motoristas e com 1,5 milhão de passageiras que já fizeram o download do App.

Compartilhe

Deixe um comentário