Árbitro ignora mão de Danilo, e Neymar faz de pênalti para o Brasil contra o Uruguai: 1 a 0

0

RESUMÃO

  • O JogoBrasil vence outro clássico sul-americano
    Melhores momentos: Brasil 1 x 0 Uruguai em Amistoso Internacional

 

  • Melhores momentos: Brasil 1 x 0 Uruguai em Amistoso Internacional

    Parecia Brasil 1 x 0 Argentina de outubro, mas foi Brasil 1 x 0 Uruguai, no penúltimo compromisso do ano. Em jogo fechado e nem tanto amistoso, com oito cartões amarelos, a seleção brasileira voltou a vencer pelo placar mínimo um grande rival sul-americano – gol de Neymar de pênalti na vitória por 1 a 0 no estádio do Arsenal. Os uruguaios reclamaram de toque de mão de Danilo antes do lateral ser derrubado por Laxtal.

    O time de Tite errou algumas vezes na defesa e proporcionou chances para Suárez e companhia. Neymar fez seu gol de número 60 e segue atrás do top 3 com a camisa da Seleção – Zico tem 66, Ronaldo, 67, e Pelé, 95.

  • O JogoFim do ano contra seleção africana

    O Brasil volta a campo na próxima terça-feira, dia 20 de novembro. O time enfrenta Camarões, o primeiro confronto contra seleção africana da era Tite. O amistoso vai encerrar o ano de 2018 da seleção brasileira.

  • O JogoPrimeiro tempo

    Sem Philippe Coutinho pela primeira vez, Tite apostou numa formação com Neymar saindo da esquerda para a direita – o que é habitual para o camisa 10 – e Renato Augusto no meio de campo – este com participação pequena na troca de passes e tentando achar lugar pelo ataque. A primeira etapa terminou com seis finalizações brasileiras contra quatro do Uruguai – mas as uruguaias com algum perigo a mais, como nos chutes de Suárez e de Cavani. As duas em erros na saída de bola brasileira. Primeiro, de Danilo, depois de Arthur.

    Foram cinco cartões amarelos no primeiro tempo – três para os uruguaios, dois para os brasileiros (Douglas Costa e Walace). O volante ex-Grêmio fez bom primeiro tempo, com duas finalizações – um chute de fora da área e uma cabeçada em cobrança de escanteio. Mas o Brasil errou bastante na criação das jogadas. Principalmente quando tentou inverter as jogadas para Douglas Costa, sempre bem vigiado.

  • O JogoSegundo tempo
    Allan desarma Laxtal no campo defensivo: meia entrou bem contra o Uruguai, na estreia pela Seleção
  • Allan desarma Laxtal no campo defensivo: meia entrou bem contra o Uruguai, na estreia pela Seleção (Foto: vReuters/Peter Cziborra)

    Aos 13 e aos 20 minutos, Tite mudou na Seleção. Colocou Allan na vaga de Renato Augusto e Richarlison no lugar de Douglas Costa. Antes disso, o Brasil não mudou muito a produção dependente de Neymar. Era tanto lugar no campo que ele aparecia que uma tentativa de calcanhar frustrada deu chance para o Uruguai. O 10 brasileiro perdeu outra bola no meio de campo e proporcionou outro contra-ataque uruguaio.

    O meio de campo do Napoli fez o lado direito brasileiro funcionar. Allan tabelou com Firmino, foi à ponta e cruzou errado, depois tabelou com Danilo no lance do pênalti. Um pênalti cometido por Laxalt, mas… com toque de mão anterior de Danilo na dividida. Neymar bateu e fez o gol de número 60 dele pela Seleção. A outra grande chance da seleção brasileira foi com Richarlison, que pegou de primeira para defesa de Campaña, depois de linda enfiada de Neymar.

  • O JogoNeymar 60
    Brasil Uruguai amistoso Neymar

 

 

Brasil Uruguai amistoso Neymar (Foto: Reuters)

O camisa 10 errou invertidas de jogo, perdeu bola perigosa na defesa e no meio de campo, fez um gol anulado, outro de pênalti que não deveria ter sido marcado se o árbitro visse a mão de Danilo, mas foi, de longe e como sempre, o jogador que criou na seleção brasileira. Marcou seu gol de número 60. Faltam seis para alcançar Zico.

Globo Esporte

 

Compartilhe

Deixe um comentário