Ouvir Rádio: Rádio Senado | Rádio Câmara Fale Conosco

Bolsonaro chama decisão do TSE de ‘estapafúrdia’ e diz que fará live neste domingo

0

Presidente Jair Bolsonaro durante almoço em barraca de churrasquinho no Guará, neste domingo

Corte proibiu o chefe do Executivo de utilizar estrutura pública para realizar a transmissão pelas redes sociais

 

O presidente Jair Bolsonaro criticou, neste domingo (25), a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que o proibiu de utilizar as dependências do Palácio da Alvorada ou do Palácio do Planalto para a realização de lives com finalidade eleitoral. O chefe do Executivo afirmou que vai realizar a transmissão prevista para o começo da noite, mesmo com a determinação judicial em vigor.

De acordo com a decisão da Justiça Eleitoral, o presidente fica proibido de usar qualquer estrutura pública para a realização das transmissões em vídeo pela internet. Desde que assumiu o cargo, Bolsonaro passou a transmitir nas redes sociais uma vez por semana. Com a campanha chegando à reta final, ele prometeu uma live por dia.

“Hoje vai ter live. É uma decisão estapafúrdia. Invasão da minha propriedade privada. Enquanto eu for presidente, ela é minha casa”, disse Bolsonaro, durante passeio de moto no Distrito Federal.

VEJA TAMBÉM
  • Apesar do alcance da web, candidatos gastam R$ 730 milhões com panfletos e adesivos
    ELEIÇÕES 2022

    Apesar do alcance da web, candidatos gastam R$ 730 milhões com panfletos e adesivos

  • Nova lei obriga plano de saúde a cobrir tratamento fora da lista; veja o que muda
    ECONOMIA

    Nova lei obriga plano de saúde a cobrir tratamento fora da lista; veja o que muda

  • Lula é criticado por adversários por não participar de debate
    ELEIÇÕES 2022

    Lula é criticado por adversários por não participar de debate

O TSE vedou, ainda, a presença do intérprete de Libras oficial da presidência nas transmissões. No despacho, o ministro Benedito Gonçalves, autor da decisão, fixou multa de R$ 20 mil por descumprimento. Ele acolheu uma ação que acusa o presidente de abuso de poder econômico.

A acusação resultou na abertura de uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE), que está em andamento na corte e pode resultar em outras punições.

R7

Compartilhe

Deixe um comentário