Ouvir Rádio: Rádio Senado | Rádio Câmara Fale Conosco

Brasil deve registrar recorde de novos negócios em 2020, diz Sebrae-SP

0

O superintendente do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) de São Paulo, Wilson Poit, afirmou à CNN que, apesar da crise causada pela pandemia da Covid-19, o Brasil deve ter recorde de abertura de novos negócios. As declarações foram feitas nesta segunda-feira (5), que é o Dia Nacional da Micro e Pequena Empresa. 

“A despeito de todo o sofrimento, a notícia boa é que 2020 deve ser o ano de maior criação de micro empresas no Brasil. Só durante a pandemia, aumentamos [em]quase 1 milhão de microempreendedores individuais. Chegamos a perto de 11 milhões. Somando com as pequenas empresas, que são 7 milhões, temos 18 milhões de pequenas e micro empresas no Brasil que já estão na retomada”, informou.

Leia e assista também:

BNDES vai liberar R$ 5 bi a pequenas e micro empresas por meio de maquininhas
Greve dos Correios afeta entregas de micro e pequenas empresas pelo país
Caixa abre R$ 3 bi em crédito de capital de giro para micro e pequenas empresasWilson Poit, superintendente do Sebrae-SP, fala à CNN

Wilson Poit, superintendente do Sebrae-SP, fala à CNN

Foto: CNN (5.out.2020)

De acordo com o superintendente do Sebrae-SP, o aumento pode ser classificado em dois tipos de novos empreendedores: aqueles que fizeram isso “por necessidade na ausência do emprego” e “a tendência do brasileiro em ter um negócio próprio”. 

“Do mesmo jeito que a pandemia foi um empurrão muito grande para a transformação digital e negócios como delivery e online, também foi para a abertura de negócios. E algumas coisas já decolam mais rápido do que outras para pequenos empreendedores”, disse.

Segundo ele, “neste momento, o panorama é bom” para as micro e pequenas empresas, que, segundo ele, “foram grandes vítimas durante o novo coronavírus”. “Mas os pequenos empreendedores são muito criativos, são aqueles que se reinventam mais rápido e já partem, de novo, se adaptando aos novos hábitos dos consumidores”, defendeu Poit.

O superintendente do Sebrae-SP ainda frisou que esses empresários “são os responsáveis pela maioria dos empregos”. “98% dos CNPJs são micro e pequenas, e geram mais da metade dos empregos no Brasil”, estimou.Empreendedorismo
Foto: Campaign Creators/Unsplash

CNN

Compartilhe

Deixe um comentário