Ouvir Rádio: Rádio Senado Fale Conosco

Ceará tem 156 projetos habilitados para o próximo leilão de energia

0

Para o próximo leilão de energia, previsto para o dia 18 de outubro, a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) habilitou 156 projetos para o Ceará, sendo 85 de geração solar fotovoltaica, 69 de geração eólica e 2 térmicas a gás. Ao todo, os empreendimentos autorizados para o Estado têm uma potência de 7,467 gigawatts (GW), sendo 3,196 GW de solar (42,8%), 2,180 GW de térmica (29,1%) e 2,091 GW de energia  eólica (28,1%).

Hoje, todas as usinas em operação no Ceará têm uma potência instalada de 4,433 GW, sendo 48,7% em térmicas (21, GW), 46,3% em eólicas (2,054 GW), e 4,9% de solar fotovoltaica (0,2 GW). E, considerando os empreendimentos já contratados em leilões anteriores, o Estado irá adicionar 1,091 GW até 2023, sendo a maior parte de usinas solares (72,3%).

De acordo com a EPE, os empreendimentos deverão iniciar o suprimento de energia a partir do dia primeiro de janeiro de 2025. As usinas solares e eólicas têm prazo de suprimento de 20 anos. As térmicas de 25 anos e as hidráulicas de 30 anos. Este leilão marca a estreia da fonte solar fotovoltaica participa em um leilão para entrega em seis anos (A-6).

Brasil
No País, a geração térmica a gás registrou o maior volume de capacidade instalada a ser ofertada no leilão, com 41,719 GW, 41,3% do total, distribuídos em 52 projetos. Em seguida, aparecem a fonte solar fotovoltaica, com 29,780 GW (29,5%), em 825 projetos; e a eólica, 25,159 GW (24,9%), em 845 usinas. O restante é referente a usinas hidrelétricas, e térmicas a carvão e de biomassa.

As duas fontes renováveis terão como característica também no certame o menor preço máximo a ser negociado, com o preço teto da energia eólica fixado em R$ 189 o megawatt-hora (MWh) e da solar, R$ 209/MWh. O gás natural terá o preço teto mais alto do certame: R$ 292/MWh, o mesmo valor estipulado para todas as usinas térmicas (gás, carvão e biomassa). As hidrelétricas, que já dominaram o setor elétrico no Brasil, serão minoria no leilão, terão preço teto de R$ 285/MWh.

Diário do Nordeste

Compartilhe

Deixe um comentário