Ouvir Rádio: Rádio Senado Fale Conosco

Conecte SUS avança em todo país com a implantação da rede nacional de dados em saúde

0

O cidadão terá acesso a sua trajetória no SUS. Dados como: quais vacinas tomou, atendimentos, exames, internações, medicamentos usados devem ser armazenados na rede nacional (RNDS)

O Ministério da Saúde publicou na edição do DOU, desta segunda (01), a Portaria Nº 1.434 que institui o Programa Conecte SUS composto pela Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS) e pela Informatização da Atenção à Saúde, desenvolvido pelo Departamento de Informática do SUS (DATASUS). O Conecte SUS, desde novembro de 2019, foi iniciado com o Projeto-Piloto em Alagoas. As estratégias que vão possibilitar ao cidadão saber a sua trajetória no SUS, como: quais vacinas ele tomou, os atendimentos realizados, exames, internações, medicamentos usados, além dos estabelecimentos de saúde mais próximos organizados a partir da RNDS já estão sendo ampliadas para todo o país. O resultado será uma melhor, e mais organizada, oferta dos serviços de saúde pública.

A Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS) é uma plataforma que permitirá aos sistemas de Prontuário Eletrônico de Saúde e ou aplicativos se conectarem e trocar informações, em formato digital, de saúde de um indivíduo (após sua aprovação) ou de uma determinada população, objetivando o aprimoramento na promoção do cuidado integrado da saúde. Espera-se que, por meio da RNDS, as informações de saúde possam circular entre os profissionais de saúde envolvidos naquele caso, de forma segura e rastreável, proporcionando maior precisão no diagnóstico e consequentemente acarretando em uma maior resolutividade e continuidade do cuidado. A rede irá contribuir, também, na redução dos custos e desperdícios dos serviços em saúde.

A escalada do Conecte SUS iniciou em novembro do ano passado no estado de Alagoas escolhido para o projeto-piloto do programa, por representar as diversas especificidades que o Brasil tem. Os postos de saúde foram informatizados e as equipes capacitadas para registrar as informações na RNDS. Em janeiro, a Rede começou a ser alimentada com os dados dos usuários do SUS com informações da trajetória do paciente na rede pública.

Com a pandemia, o desenvolvimento da RNDS avançou mais rapidamente, para auxiliar no enfrentamento da COVID-19. O resultado foi a modernização do aplicativo Meu DigiSUS, que agora chama Conecte SUS Cidadão. As principais funcionalidades que já eram acessadas pelos usuários, continuam, como o acesso à caderneta de vacinas, atendimentos realizados e a oferta de medicamentos do SUS.

O Conecte SUS é parte da estratégia da Saúde Digital definida pelo Governo do Brasil que faz o uso de recursos de Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC) para produzir e disponibilizar informações confiáveis da saúde, para quem precisa no momento que precisa. Quando finalizada a implementação, o cidadão terá acesso às suas informações por meio do celular, computador ou tablete, utilizando apenas o CPF, além da decisão sobre compartilhamento de seus dados em saúde.

Por Silvia Pacheco, da Agência Saúde

Compartilhe

Deixe um comentário