‘Don Juan’ aplica golpes de até R$ 313 mil em mulheres de Fortaleza

0

Por G1 CE, Ceará

Polícia investiga novos casos do golpe do Don Juan

Polícia investiga novos casos do golpe do Don Juan

Seis ocorrências foram registradas na Delegacia de Defraudações e Falsificações, em Fortaleza, com denúncias contra homens que aplicam o golpe conhecido como “Don Juan”. De acordo com o delegado Jaime de Paula Pessoa, uma delas chegou a depositar R$ 313 mil ao criminoso, depois de ganhar a confiança dela.

Uma das vítimas, que não quer ser identificada, conta como o golpe ocorre. “Ele se presentou para mim, pelas redes sociais, falando que é do Reino Unido e que, atualmente, trabalha como diretor piloto de uma companhia aérea, em Londres”, conta.

O perfil se completa com o comportamento apresentado pelo pretendente, com inúmeras declarações de amor por dia durante três meses. “Um homem cavalheiro, educado, carinhoso e que lhe diz coisas lindas”, lembra a vítima. Após conquistar a confiança da mulher, um toque final para conseguir aplicar o golpe.

“Ele falou que estava enviando US$ 700 mil em uma caixa para a gente comprar o nosso apartamento, viajar e construir a nossa vida em Fortaleza. Daí eu perguntei: Como faço para receber essa caixa? Aí ele disse: ‘Para isso você precisa pagar uma quantia de R$ 3 mil’.”

Ela foi prudente e não fez o depósito.

‘Agente da CIA’

Don Juan aplica golpes após conquistar confiança de mulheres em Fortaleza — Foto: TV Verdes Mares/Reprodução Don Juan aplica golpes após conquistar confiança de mulheres em Fortaleza — Foto: TV Verdes Mares/Reprodução

Don Juan aplica golpes após conquistar confiança de mulheres em Fortaleza — Foto: TV Verdes Mares/Reprodução

Segundo o titular da Delegacia de Defraudações, normalmente esses golpistas se apresentam de maneira atraente. “Como uma agente da CIA, em missão de paz na Síria em época de guerra, que estava preste a se aposentar e que havia escolhido o Brasil como sua futura residência.”

Às mulheres abordadas com esse discurso glamouroso, Paula Pessoa tem dois conselhos. “Em primeiro lugar, nunca realizar o depósito: pediu dinheiro, sob qualquer pretexto, ele não quer fazer amizade, um relacionamento e, sim, explorar.”

O segundo é denunciar à polícia sobre a tentativa de golpe. “Não só para que a gente faça o rastreamento dessas contas – com a identificação do correntista – mas também para que a gente tome atitudes para que outras pessoas não venham a cair nesse tipo de golpe”, alerta.

G1

Compartilhe

Deixe um comentário