Ouvir Rádio: Rádio Senado Fale Conosco

Dr. Cabeto diz que ainda não pode falar em 2ª onda da Covid-19, mas admite ‘microssurtos’ na Capital

0

Fortaleza pode estar passando por ‘microssurtos’ de Covid-19, em especial, nas áreas vizinhas ao Bairro Meireles, afirmou o titular da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, o Dr. Cabeto, nesta quinta-feira (29). Todavia, o secretário não confirma uma segunda onda da doença no Estado no momento. 

“Nós sabemos que passou uma onda muito forte no Ceará em meados de maio, agora, observamos aumento de um pequeno número de casos em algumas regiões. E aqui, especificamente, em Fortaleza, nas áreas vizinhas ao Meireles. Isso pode representar microssurtos. Não podemos falar ainda em segunda onda, seria precoce, mas estamos tomando os cuidados para monitorar”, enfatizou o secretário. 

Os bairros da Capital vão ser avaliados quanto ao percentual de imunidade da doença, a partir da próxima terça-feira (3). A partir do estudo será preparado um inquérito, de acordo com o Dr. Cabeto, para divulgar a situação da circulação viral em Fortaleza e no Ceará. 

Aglomerações

O titular da Sesa manifestou preocupação com o desrespeito aos protocolos sanitários estabelecidos para o processo de retomada das atividades econômicas e comportamentais no Estado.

Apesar disso, a Sesa sustenta que o quadro geral da doença continua sendo de redução no número de casos e de óbitos. 

> Moradores do Meireles denunciam aglomerações frequentes e poluição sonora depois das 22h

> Fim de semana é marcado por aglomerações na Capital e no Interior

> Praias da Capital registram aglomerações em diversos pontos no domingo (2)

Dr. Cabeto frisou também o perigo das aglomerações em campanhas eleitorais. 

“Nós precisamos entender que algumas dessas aglomerações que temos visto na televisão nas campanhas políticas nos municípios podem sim colaborar para o aumento, principalmente aquelas em ambientes fechados. E essas precisam ser evitadas, como foi colocado em decreto, pra preservar vidas, pra garantir que a economia continue evoluindo. Nós não queremos retroceder”, destacou Cabeto. 

O secretário ainda lembrou a importância de monitorar turistas que entrarem no Ceará por meio do Aeroporto de Fortaleza. Após solicitação do Governo do Ceará para a realização de exames no terminal, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) negou o pedido. 

Com a negativa, o governador Camilo Santana divulgou, por meio de suas redes sociais, que foi enviado ofício ao ministro das Relações Exteriores solicitando que os visitantes façam o exame antes de embarcarem para o Estado, nos países de origem. 

O secretário Dr. Cabeto fez, ainda, um apelo às entidades de Saúde para se unirem em pedido à população para que obedeça os protocolos de saúde em prol da redução dos casos de Covid-19 no Ceará. 

Números da Covid-19 no Estado

O Ceará acumula 273.194 casos confirmados e registra 9.335 óbitos causados pelo novo coronavírus desde o início da pandemia. E até a tarde de hoje (28), o Estado, já notificou 853.415 casos da doença. Os dados são da plataforma digital IntegraSUS, administrada pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesa) e atualizada às 17h29, desta quinta-feira (29).A Flourish map

Compartilhe

Deixe um comentário