Ouvir Rádio: Rádio Senado | Rádio Câmara Fale Conosco

DR. RENATO EVANDO MOREIRA FILHO, PARTICIPA DA TROCA DE CONHECIMENTOS, DEBATES, TRABALHOS CIENTIFICOS DO I WORKSHOP DA PERICIA FORENSE

0

 

 DR. RENATO EVANDO MOREIRA FILHO
Médico e Advogado
Prof. Dr. de Medicina Legal, Ética Médica e Direito Médico da UFC
CRM/CE – 6921
RQE em Ginecologia e Obstetrícia
RQE em Medicina Legal e Pericia Medica – 6016

 

O encerramento da 1ª edição do Workshop da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) foi realizado na noite dessa quinta-feira (01). O último dia de evento contou com palestras sobre genética forense na perícia criminal brasileira, atuação do médico veterinário na polícia científica e segurança pública. A mesa redonda trouxe o tema violência sexual e doméstica. Trabalhos científicos foram expostos e premiados, o evento também contou com homenagens para autoridades da segurança pública do Estado do Ceará.

Apresentações de trabalhos

O evento trouxe a exposição de mais de 40 trabalhos científicos de profissionais da Pefoce. Na ocasião, os servidores apresentaram estudos de casos e metodologias desenvolvidas e aplicadas na Perícia Forense,   momento oportuno para a troca de conhecimento entre os participantes.

Tácio Pinheiro Bezerra, perito legista do Núcleo de Odontologia Forense da Pefoce, que foi premiado pelo trabalho sobre a odontologia forense como método primário de identificação humana falou sobre a relevância e importância desses encontros para o desenvolvimento profissional. “Esses eventos são importantes para a interação entre os profissionais que fazem a Perícia Forense, uma oportunidade para conhecer o que cada um faz, divulgar o seu próprio serviço, fortalecer o que cada um produz e oportunidade de interagir”, destacou.

Genética Forense

Com o tema “Estado da Arte da Genética Forense na Perícia Criminal Brasileira: Onde Estamos e Onde Podemos Chegar”, o perito criminal Gustavo Lucena Kortmann, do Instituto Geral de Perícias do Rio Grande do Sul (IGP-RS), abordou o tema DNA desde a sua descoberta até como essa ciência foi utilizada pela primeira vez no mundo e no Brasil. Lucena também dialogou sobre as novidades na área de genética e biologia molecular.

“Esse evento é de extrema relevância e coloca a Pefoce e a perícia criminal do Ceará em destaque em todo o Brasil, por integrar colegas de diferentes áreas, formar os próprios colegas da instituição e autoridades locais, além de trocar experiências com esses colegas que estão se apresentando”, apontou o palestrante convidado.

Perícia veterinária 

Com o objetivo de trazer para os servidores da Pefoce mais conhecimentos e trocas no âmbito da perícia criminal veterinária, o Workshop teve a palestrante graduada em medicina veterinária e perita criminal Gabrielle Cardoso, da Polícia Cientifica do Pará. A perita trouxe casos de investigações de maus-tratos contra animais, abandono, crimes ambientais em que a perícia do Pará atuou.

Supesp 

O titular da  Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública (Supesp), Dr. Helano Matos, levou o tema “Segurança Pública Baseada em Evidências.  O superintendente falou de projetos do governo, e do uso das evidências na prevenção da violência pública no Estado do Ceará. “Segurança pública baseada em evidências consiste no uso de métodos científicos aplicados na formulação de diretrizes, políticas e modelos para a prevenção da violência e redução da criminalidade. Com base nas informações, podemos fazer uma ação efetiva na base da ciência”, destacou.

Mesa redonda

“Violência Sexual e Doméstica” foi a temática da última mesa redonda do Workshop com a participação da delegada da Polícia Civil do Ceará (PC-CE), Manuela Lima, a promotora de justiça Joseana França, o médico perito legista e coordenador de Medicina Legal (Comel) da Pefoce, Renato Evando, o major José Messias Mendes, da Polícia Militar do Ceará (PMCE), a perita legista  Valéria Dodou, o defensor público Aldemar Monteiro, a delegada da (PC-CE) Joseanna Oliveira, e a juíza de direito Teresa Germana Lopes de Azevedo, que participou do debate através de videoconferência.

Major Messias Mendes, que é comandante do Comando de Prevenção e Apoio às Comunidades (Copac) falou da importância da perícia criminal para gerar um ambiente melhor no enfrentamento da violência doméstica através da produção das provas e laudos que evidenciam e comprovam a violência.

A identificação de perfil genético em casos de crimes sexuais também foi citada como prova contundente e que auxilia na identificação e condenação dos agressores. Os debatedores apresentaram suas percepções sobre a importância da perícia de acordo com cada área. A promotora Joseana França,    parabenizou o trabalho do Copac, do acolhimento realizado pela Comel às vítimas e enfatizou a necessidade de estabelecer esses protocolos de acolhimento às vítimas, atendimentos que evitem a revitimização e retraumatização delas.

Homenagens e Premiações

A Pefoce homenageou secretários e comandantes da segurança pública do Estado. Na ocasião, foram homenageados e agraciados o secretário Sandro Caron, da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), que foi representado por Dr. Helano Matos, superintendente da Supesp, o comandante-geral da Polícia Militar do Ceará (PMCE), coronel PM Márcio Oliveira e o major Messias Mendes, comandante do Copac.

Servidores da Pefoce que apresentaram trabalhos científicos também foram premiados. Peritos e auxiliares de perícia da Coordenadoria de Identificação Humana e Perícias Biométricas (CIHPB), da Coordenadoria de Medicina Legal (Comel), Coordenadoria de Análises Laboratoriais Forenses (Calf) e Coordenadoria de Perícia Criminal (Copec) receberam troféus por seus trabalhos.

FONTE : PEFOCE-ORGAO-SEC-INVERTIDA-WEB

Compartilhe

Deixe um comentário