Estado que privatizar terá ajuda do Governo Federal

0

Da Redação
focus@focus.jor.br

Recém empossado no Ministério da Fazenda, o economista Eduardo Guardia declarou que o Governo vai oferecer um plano de refinanciamento de passivos aos estados com dificuldades financeiras que se enquadram nos critérios do regime de recuperação fiscal. A contrapartida exigida é um plano de reajuste com medidas de privatização de ativos.

Em discurso, Guardia lembrou a situação do Rio Grande do Sul, que pediu para entrar no regime, mas anunciou que não venderá ações do Banrisul.

O novo ministro da Fazenda assumiu o comando da pasta nesta quarta-feira, 11, enfatizando que sua gestão será consolidada em três pilares: a disciplina fiscal – por meio da defesa da qualidade e da eficiência nos gastos públicos – o fortalecimento do mercado de capitais e dos investimentos, além de uma agenda de produtividade e eficiência para o país.

Em seu discurso, Guardia lembrou avanços cruciais alcançados pela equipe econômica, como a aprovação da Emenda Constitucional que estabeleceu o Teto de Gastos Públicos. “O teto permitiu que pudéssemos enfrentar efetivamente o cerne do problema que resultou na crise econômica dos últimos anos. Não existe solução consistente e duradoura para o país que não seja o caminho do reequilíbrio das contas públicas”, defendeu.

Com informações da Agência Brasil.

Compartilhe

Deixe um comentário