Ouvir Rádio: Rádio Senado Fale Conosco

‘Eu não consigo imaginar o porquê’, lamenta agricultora que perdeu filho e neta mortos a tiros em casa, no litoral do Ceará

0
Pai e filha são mortos em Beberibe por grupo encapuzado

Pai e filha são mortos em Beberibe por grupo encapuzado

A imagem do filho e da neta assassinados a tiros enquanto dormiam, na própria residência, situada no Distrito de Sucatinga, em Beberibe, Litoral Leste do Ceará, para sempre acompanharão a agricultora Liduina Xavier. Os dois foram mortos na mesma madrugada do último sábado (22). “Eu nunca mais vou esquecer esse momento, nem se eu saísse desse lugar”, afirma a matriarca, que agora alimenta a dúvida do porquê das mortes de Francisco Jorge Gomes Xavier, 39, e Jorgiane dos Santos Xavier, de 1 ano e 11 meses.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), um inquérito policial será instaurado para investigar a morte do agricultor sem antecedentes criminais e da criança.

Pai e filha foram mortos em casa. Local ainda guarda marcas de tiros. — Foto: Wânnyfer Monteiro/SVMPai e filha foram mortos em casa. Local ainda guarda marcas de tiros. — Foto: Wânnyfer Monteiro/SVM

Pai e filha foram mortos em casa. Local ainda guarda marcas de tiros. — Foto: Wânnyfer Monteiro/SVM

Na memória de Liduina, as lembranças de Francisco e Jorgiane dividirão espaço com a cena do crime, que aconteceu na casa de tijolos da família.

“Eles estavam dormindo, um do lado do outro. Eu não consigo imaginar o porquê, já que ele não tinha inimigo e não era envolvido em nada. Como que posso pensar em uma causa da morte?”, questiona a agricultora.

Apesar de não ter visto o crime, Liduina afirma que ouviu o barulho do arrombamento da porta da casa das vítimas e dos tiros. Filho e neta foram mortos enquanto a idosa assistia TV em uma residência vizinha.

“Eu escutei um carro passar, mas não saí para olhar. Depois, eu escutei uma pancada enorme da porta sendo aberta. Aí, eu escutei o barulho de cinco tiros. Quando eu cheguei, ele estava na rede. Eu ainda chamei pelo apelido dele, ‘Neguinho’, mas ele não falou nada. Depois, eu fui até a rede da minha neta e vi uma poça de sangue debaixo da rede dela. Nunca mais vou esquecer o que vi”, lamenta Liduina.

Francisco Jorge e a esposa tinham três filhos, além de Jorgiane.

Invasão e investigação

De acordo com a SSPDS, suspeitos teriam entrado na residência das vítimas e efetuado os disparos contra elas. Segundo a Pasta, a Delegacia Municipal de Beberibe é a responsável pelas investigações.

G1 CE

Compartilhe

Deixe um comentário