Focus.Summit: o Ceará e as radicais mudanças nacionais

0

“É a primeira oportunidade de sentarmos juntos, novos agentes públicos eleitos, setor produtivo, sociedade civil organizada”, diz RC.

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

Evento planejado pelo Focus.jor, o Focus.Summit vai reunir na noite de hoje, no principal e maior auditório da Assembleia Legislativa, os principais atores da política do Ceará, ladeados por dois representantes da iniciativa privada que conduzem negócios em diversos estados do Brasil. O fundamento do evento: o Ceará e o Nordeste do ponto de vista político e econômico diante do contexto político e administrativo que sofreu radicais mudanças a partir da eleição de Jair Bolsonaro para a presidência da República.

Confirmaram a presença no evento o governador Camilo Santana, o prefeito Roberto Cláudio, o senador Tasso Jereissati e os senadores recém-eleitos Cid Gomes e Eduardo Girão. Pelo setor privado, estarão na mesa o empresário José Carlos Pontes (grupo Marquise) e o executivo Geraldo Luciano (Grupo M.Dias Branco). A mediação será do jornalista Fábio Campos, editor do Focus.

“É a primeira oportunidade de sentarmos juntos, novos agentes públicos eleitos, setor produtivo, sociedade civil organizada. Que seja um momento muito rico para alinharmos os interesses do povo cearense”, disse o prefeito Roberto Cláudio acerca do Focus.Summit.

Dirigente dos Mercadinhos São Luiz, o empresário Severino Neto afirma que o evento “será uma ótima oportunidade para perceber se as nossas lideranças estão em sintonia com a onda de mudanças demonstrada pelo voto”.

Participante do evento, Geraldo Luciano, executivo do grupo M.Dias Branco e referência na área empresarial brasileira, afirma que o Focus.Summit cria a oportunidade para “conhecer as expectativas do setor público e privado após as eleições”. “Será um momento rico”, disse.

Ativista de causas sociais, a empresária Ticiana Rolim Queiroz, afirma que a união dos setores privado e público precisa acontecer para que, de fato, as ações cheguem a quem mais importa. “Essa união precisa ser alinhada pensando no bem comum. Esse evento pode ser um bom instrumento para isso”, afirma.

Compartilhe

Deixe um comentário