Ouvir Rádio: Rádio Senado / Universitária FM 107.9 Fale Conosco

Goiabeiras e Jangurussu receberão torres de vigilância da Guarda Municipal, diz Prefeitura de Fortaleza

0

Os bairros de Fortaleza Goiabeiras e Jangurussu, áreas com índice de criminalidade acima da média da capital cearense, receberão ainda neste ano as duas primeiras células de segurança da Guarda Municipal. O projeto faz parte dos planos prioritários da Prefeitura de Fortaleza para os próximos meses, definidos neste fim de semana em encontro do prefeito Roberto Cláudio com secretários municipais. (Confira abaixo outras ações no pacote de prioridades)

As células de vigilância terão torres com presença de guardas municipais e câmeras de vigilância, além do apoio de policiais militares. O objetivo é que a Guarda Municipal atue na prevenção dos crimes e identifique as ocorrências para agilizar a atuação do policiamento.

As câmeras também devem auxiliar na identificação de criminosos. Na terça-feira (7), o governador do Ceará, Camilo Santana, afirmou que o Estado terá um outro projeto de instalação de câmeras de segurança em 38 cidades, incluindo Fortaleza.

Ainda conforme a Prefeitura de Fortaleza, as células de segurança da Guarda Municipal devem ser implantadas em outras áreas da capital cearense com o desenvolvimento do projeto. Serão três bairros, ainda não definidos, beneficiados com o equipamento no primeiro semestre de 2018.

Para atuar nas torres, serão efetivados mais 500 guardas municipais, com a prorrogação do concurso por mais dois anos, a partir de fevereiro de 2018.

Saúde

No setor da saúde, um dos pontos mais criticados na gestão de Roberto Cláudio, a Prefeitura de Fortaleza definiu como prioridade para os próximos meses a ampliação do Hospital da Mulher, que deve receber 110 novos leitos, e melhoria na regularização da distribuição de medicamentos.

Neste ano, como medida para agilizar a distribuição de remédio e a falta de medicamentos nos postos, a Prefeitura de Fortaleza instalação centrais nos terminais de ônibus.

Outras ações

  • Drenagem e pavimentação em 60 comunidades
  • Construção de três novos Cucas nos bairros Pici, José Walter e Vicente Pinzón
  • Despoluição da orla
  • Criação de novo sistema de manutenção das praças
  • Entrega de 20 mil processos de regularização fundiária (papel da casa)
  • Início da obra de 15 Areninhas

Obras em andamento

  • Entrega neste ano de Unidades de Acolhimento para dependentes químicos, nas Regionais I e II
  • Conclusão da urbanização do Morro Santa Terezinha, em março de 2018
  • Conclusão da urbanização da Avenida Aguanambi (primeiro semestre de 2018)
  • Conclusão do Terminal de Messejana (fevereiro de 2018)

G1

Compartilhe

Deixe um comentário