Ouvir Rádio: Rádio Senado | Rádio Câmara Fale Conosco

Governo francês quer atrair 100 milhões de turistas por ano

0

O objetivo é audacioso, mas não é impossível: o governo francês quer atrair 100 milhões de turistas estrangeiros à França por ano. O país registrou perdas importantes no setor depois dos atentados de Paris, em 2015, mas continua sendo o destino internacional preferido dos viajantes.

Em 2016, a França acolheu 83 milhões de turistas estrangeiros, mas 1,5 milhão de turistas deixaram de visitar Paris no ano passado devido à ameaça terrorista. Ainda assim, a França permanece no pódio do país mais visitado no mundo.

Para os próximos anos, o governo Macron é visionário e quer receber 100 milhões de turistas estrangeiros por ano, a partir de 2020. O setor é essencial para a economia do país, representando 8% do Produto Interno Bruto (PIB) e empregando dois milhões de pessoas.

Plano ambicioso para o setor do turismo

Por isso, o governo francês apresentou nesta semana um plano ambicioso. No total, 14 ministros e 15 profissionais do setor se concentrarão em seis medidas prioritárias: a qualidade do acolhimento e segurança dos locais, melhora da oferta turística, investimentos, formação dos profissionais, apoio à numerização e acesso a férias ao maior número possível de pessoas.

Para começar a colocar algumas das metas em prática, o primeiro-ministro francês, Edouard Philippe, anunciou a emissão de vistos em 48 horas para dez novos países – entre eles, a Rússia -, a diminuição da espera na passagem dos postos de controle de passaporte nos aeroportos e prometeu refletir sobre a demanda de investimentos em estações balneárias e de ski na França.

Destinos mais baratos atrapalham turismo na França

No entanto, lutar contra destinos de viagens de baixo custo, como Portugal, Espanha e Itália, na Europa, e a China e a Tailândia, na Ásia, ainda é um grande desafio para o setor.

Viajar na França não é barato: Paris, por exemplo, é a segunda capital mais cara da Europa, perdendo apenas para Londres. Não é à toa que, de acordo com dados do governo, os visitantes gastam mais na França do que em outros países europeus, cerca de € 40 bilhões por ano.

O governo acredita que, incentivando o aumento o tempo de estadia em solo francês, os gastos dos viajantes podem chegar a € 50 bilhões por ano.

RFI

Compartilhe

Deixe um comentário