Grupo fraudava notas de alunos para escola receber mais recursos, diz polícia

0

A Polícia Civil cumpriu mandados de busca e apreensão, nesta quarta-feira (9), em uma operação que investiga um esquema de fraudes em notas de alunos de Itapajé, no Ceará, para obter verba de programas educacionais do governo. Quatro servidores da Secretaria de Educação do município são investigados, segundo a polícia.

De acordo a Polícia Civil, as notas de estudantes da Escola Municipal Padre Manoel de Lima eram modificadas para aparecerem como positivas no Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Ceará (SPAECE). Os dados adulterados também eram inseridos no cadastro do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) do Governo Federal.

O delegado André Firmino, que conduziu as investigações, afirmou que alguns alunos eram aprovados mesmo tendo rendimento abaixo da média escolar. Alguns alunos, inclusive, eram aprovados sem realizar provas, conforme a investigação. Com as notas fraudadas, o município conseguia arrecadar mais recursos dos governos Estadual e Federal. O esquema era investigado há cinco meses.

A polícia apreendeu computadores e documentos escolares. Com os materiais apreendidos, a polícia espera comprovar as fraudes e identificar outros envolvidos no esquema ilício.

O grupo é investigado pode responder por associação criminosa, inserção de dados falsos em sistema de dados da administração pública, prevaricação e condescendência criminosa, detre outros crimes. Os servidores não foram presos.

G1

Compartilhe

Deixe um comentário