Ouvir Rádio: Rádio Senado | Rádio Câmara Fale Conosco

Hamilton resiste à pressão da Ferrari e crava pole position

0

Mesmo com a Ferrari mostrando que estava ali para brigar pelo pole position, Lewis Hamilton não tomou conhecimento e dominou totalmente o Q3, sem qualquer ameaça das duas Ferrari e de seu companheiro de equipe Valtteri Bottas. Hamilton que cravou a sua 63ª pole na carreira e a sexta seguida, além disse foi a sexta pole posição da equipe Mercedes em Xangai de maneira consecutiva, o que mostra que as flechas de prata de um ótimo retrospecto no circuito chines.

Sebastian Vettel e Valtteri Bottas travaram uma grande batalha por um lugar na primeira fila, entretanto o alemão por apenas 1 milésimo conseguiu ficar com um lugar na primeira fila, repetindo assim o mesmo resultado da classificação do GP da Austrália. Bottas largará na segunda fila com seu compatriota, Kimi Raikkonen, ao seu lado. O finlandês da Ferrari, não teve muito que comemorar, pois sofreu com problema de aderência e ficou quase 0,5s de diferença da pole position.
A Red Bull que viu Max Verstappen ficando ainda no Q1 devido a um problema de software do motor, além também do acidente de Antonio Giovinazzi que prejudicou vários pilotos que vinham melhorando seus tempos, conseguiram ir ao Q3 com Daniel Ricciardo, que cravou o quinto melhor tempo seguido de Felipe Massa que fez o sexto tempo.
A surpresa da sessão foi Nico Hulkenberg, que conseguiu colocar a Renault na sétima colocação, logo à frente de seu ex-companheiro de equipe, Sergio Perez, que fez o oitavo tempo. Daniil Kvyat e Lance Stroll fecharam o top 10.

Confira o grid de largada do GP da China:

1) Lewis Hamilton (ING/Mercedes), 1:31.678
2) Sebastian Vettel (ALE/Ferrari), 1:31.864
3) Valtteri Bottas (FIN/Mercedes), 1:31.865
4) Kimi Räikkönen (FIN/Ferrari), 1:32.140
5) Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull-TAG), 1:33.033
6) Felipe Massa (BRA/Williams-Mercedes), 1:33.507
7) Nico Hülkenberg (ALE/Renault), 1:33.580
8) Sergio Pérez (MEX/Force India-Mercedes), 1:33.706
9) Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso-Renault), 1:33.719
10) Lance Stroll (CAN/Williams-Mercedes), 1:34.220
11) Carlos Sainz (ESP/Toro Rosso-Renault), 1:34.150
12) Kevin Magnussen (DIN/Haas-Ferrari), 1:34.164
13) Fernando Alonso (ESP/McLaren-Honda), 1:34.372
14) Marcus Ericsson (SUE/Sauber-Ferrari), 1:35.046
15) Antonio Giovinazzi (ITA/Sauber-Ferrari), s/tempo
16) Stoffel Vandoorne (BEL/McLaren-Honda), 1:35.023
17) Romain Grosjean (FRA/Haas-Ferrari), 1:35.223
18) Jolyon Palmer (ING/Renault), 1:35.279
19) Max Verstappen (HOL/Red Bull-TAG), 1:35.433
20) Esteban Ocon (FRA/Force India-Mercedes), 1:35.496

Antonio Giovinazzi, que está substituindo o alemão Pascal Wherlein, vinha fazendo um grande treino, tendo feito a décima quinta colocação que o colocava no Q2, porém no final do Q1, o italiano acabou perdendo o controle do carro na saída da última curva e bateu no muro, com isso ele prejudicou muitos pilotos que vinham para melhorar seus tempos, e como nenhum deles melhoraram Giovinazzi ficou com seu décimo quinto lugar, entretanto ainda não se sabe se será preciso trocar alguma coisa em seu carro que possa lhe custar algumas posições no grid de largada.
A Mclaren, que levando em consideração os problemas que vem tendo, ficaram bem perto de entrarem no Q3, com Fernando Alonso, cerca de 0,4s os impediram disso, tempo que sabemos bem a onde foi que a equipe de Woking perdeu. Alonso e Vandoorne largarão na décima terceira e décima sexta colocações.
A largada para o GP da China será as 3 horas da manhã deste domingo no horário de Brasília.

CNEWS

 

Compartilhe

Deixe um comentário