Ouvir Rádio: Rádio Senado Fale Conosco

Idoso é picado por cobra e morre em hospital no Ceará

0

Um idoso de 71 anos que estava internado no Hospital Regional de Sobral após sofrer uma picada de cobra morreu na última quinta-feira (20). Ele foi picado pelo animal em 14 de junho na zona rural de Santa Quitéria, onde mora, e teve de ser transferido para Sobral.

Pedro Duarte Ambrósio recebeu os primeiros socorros no Hospital Municipal de Santa Quitéria, segundo o diretor da unidade, Diogo Timbó. De acordo com Timbó, o hospital de Santa Quitéria não possui soro antiofídico, por determinação da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), que fornece o produto para hospitais de referência em cada região.

O Hospital Regional de Sobral não quis confirmar a causa da morte do idoso.

Soro

Em nota, a Sesa informou que o estoque de soros antibotrópico e antiofídico, usados em casos de picada de cobras venenosas, está regular, e que distribui semanalmente para as Coordenadorias Regionais de Saúde (CRES), de onde é liberado para os hospitais de referência.

“Para atender a vítima de acidente por serpentes, há os hospitais-polo, referência em cada macrorregião. Essas unidades mantém a rede de assistência devidamente preparada para atendimento às vítimas de acidentes por serpentes. A Sesa ressalta que essa logística objetiva a otimização dos imunobiológicos e evita o desabastecimento”, complementa a nota.

A secretaria também informa que pacientes residentes em áreas de abrangência das macrorregiões de saúde (Fortaleza, Sobral, Sertão Central, Litoral Leste, Jaguaribe e Cariri), ao sofrer acidente por picada de serpente, devem ser atendidos em dos nove hospitais polo do Ceará.

As unidades são: Instituto Dr. José Frota (Fortaleza); Santa Casa de Sobral e Hospital Regional Norte (Sobral); Hospital Regional do Cariri (Juazeiro do Norte); Hospital Municipal Dr. Eudásio Barroso (Quixadá); Hospital Regional e Maternidade Alberto Feitosa Lima (Tauá); Hospital Polo Dr. Eduardo Dias (Aracati); Hospital Casa e Saúde de Russas (Russas) e Hospital São Camilo (Limoeiro do Norte).

Segundo a secretaria, qualquer pessoa que sofrer picada de serpente “deve ser atendida nesses hospitais para receber o tratamento específico e adequado”.

Ainda conforme a Sesa, foram registrados 464 casos de “acidentes por serpentes” até o mês de maio deste ano.

Radialista e vigilante

No hospital municipal também não havia estoque do soro antiveneno. O radialista foi transferido para o hospital de Limoeiro para receber atendimento, e depois encaminhado para o IJF. O vigilante foi medicado na unidade de Limoeiro.

G1 CE

Compartilhe

Deixe um comentário