Ouvir Rádio: Rádio Senado Fale Conosco

“Iria novamente a Paris. PT nunca mais”, diz Ciro sobre 2º turno entre Lula e Bolsonaro

0

A declaração foi feita em entrevista ao jornal O Globo, publicada neste domingo, 18. Ciro definiu Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como “cínico“ e afirmou que o ex-presidente “está tomado de ódio”. Ele ainda disse que nunca mais fará aliança com o PT.

Equipe Focusfocus@focus.jor.br

O ex-governador do Ceará e pré-candidato à Presidência da República Ciro Gomes (PDT) afirmou ter “convicção” de que tomou a decisão certa ao ter viajado a Paris durante o 2º turno da das eleições presidenciais entre Jair Bolsonaro e Fernando Haddad.

“Eu faria hoje [viajaria]com muito mais convicção. Em 2018, fiz com grande angústia. Aquela eleição já estava perdida. Mesmo somando meus votos com os do Haddad, não alcançaríamos Bolsonaro. Lula mentiu para o povo dizendo que era candidato quando todos sabiam que não seria. Manipulou até 22 dias antes da eleição, deixando parte da população excitada”, afirmou.

A declaração foi feita em entrevista ao jornal O Globo, publicada neste domingo, 18. Ciro definiu Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como “cínico“ e afirmou que o ex-presidente “está tomado de ódio”. Ele ainda disse que nunca mais fará aliança com o PT.

“O lulopetista fanático não me apoiará. Prefere Bolsonaro. No Senado, Renan Calheiros e Eunício Oliveira apoiaram o impeachment. Aí, eu parto para cima dessa gente. E, um ano depois, lá está Lula agarrado a eles. E ainda tem quem ache que devo alguma coisa ao PT. Nunca mais faço aliança com eles”, afirmou.

“Lula virou uma pessoa que, o que diz de manhã, já não serve de tarde. Está tomado de ódio. Tudo o que domina Lula hoje é a vontade de se vingar. Lula tem cinismo. A gente faz monitoramento de rede. Eles continuam atacando a mim e a outras pessoas na blogosfera. Lula dá a ordem, eles fazem. Se existe gabinete do ódio com Bolsonaro, com o PT é igualzinho”, disse.

Compartilhe

Deixe um comentário