Ouvir Rádio: Rádio Senado Fale Conosco

Meireles, Aldeota e Messejana têm maior número de casos de Covid-19 em Fortaleza; veja situação nos bairros

0

Os bairros de Fortaleza que registram mais casos de Covid-19 são Meireles, Aldeota e Messejana, com 1.673, 1.439 e 1.278 diagnósticos positivos para a doença, respectivamente, desde o início da pandemia. Os dados são do boletim epidemiológico semanal da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), divulgado na noite desta sexta-feira (31).

Em relação ao número de óbitos, os bairros com maiores registros são Barra do Ceará (123), Vila Velha (107), Vicente Pinzón (88), Mondubim e Prefeito José Walter (78). O boletim também apresentou os bairros da cidade com as maiores taxas de mortalidade por 100 mil habitantes.

O Bairro Pedras aparece no topo da lista com 622 óbitos por 100 mil habitantes, seguido por Sabiaguaba (482), Manuel Dias Branco (449,3) e Jacarecanga, com taxa de 269,9.

Fortaleza tem redução de 97% na média móvel de óbitos

Evolução da média móvel de óbitos pela Covid-19 em Fortaleza. — Foto: Reprodução/SMS

Evolução da média móvel de óbitos pela Covid-19 em Fortaleza. — Foto: Reprodução/SMS

A atual média móvel de óbitos por Covid-19 em Fortaleza, correspondendo aos números dos últimos sete dias, já é 97% menor que o cálculo do período de pico da pandemia. A última medição aponta média de 2,4 casos, enquanto no período entre os meses de maio e junho o índice chegou a 91,7.

A velocidade da diminuição do índice também se observa ao levar em consideração a média móvel de duas semanas atrás, cujo resultado foi de 8,7. Desta forma, o último cálculo já representa 73% a menos.

Em relação ao número de casos, a redução também é semelhante, com uma redução de 98% do período mais crítico. Atualmente a média móvel está em 18 casos, enquanto já chegou a 870 casos no início de maio.

Números da pandemia no Ceará

O Ceará chegou a 174.662 casos confirmados e 7.692 mortes em decorrência da Covid-19, segundo dados da Plataforma IntegraSUS, atualizada às 17h17 desta sexta-feira (31). O número de pessoas recuperadas chegou a 145.637.

O Estado tem ainda 78.020 casos suspeitos e 593 mortes em investigação. Já foram realizados 465.216 exames para identificar o novo coronavírus. A plataforma indica que seis mortes confirmadas ocorreram nas últimas 24h.

Fortaleza foi o primeiro epicentro da doença no Estado e concentra 3.690 óbitos pela doença, com 42.954 casos diagnósticos positivos. Uma pesquisa de soroprevalência da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) indicou que 13,1% dos entrevistados tiveram contato com o vírus.

Os índices da capital, que está na quarta fase do processo de reabertura econômica, estão em queda. A média de mortes pelo novo coronavírus nesta semana se igualou à média identificada na semana que foram registradas as primeiras mortes pela doença: 1,8.

Veja outras informações da plataforma:

  • A taxa de ocupação das UTIs cearenses é de 69,47%;
  • A taxa de ocupação das enfermarias cearenses é de 40,71%;
  • A letalidade da doença no Estado é de 4,4%.

Os números apresentados pela Sesa são atualizados permanentemente. As mortes não foram contabilizadas no dia em que ocorreram, nem os casos, no dia dos primeiros sintomas, e sim, conforme a liberação dos resultados de exames.

Veja como ficam as fases por região:

  • Municípios da Macrorregião de Fortaleza seguem para a 2ª semana da Fase 3;
  • Macrorregiões do Sertão Central e Litoral Leste/Jaguaribe seguem para a 1ª semana da Fase 2;
  • Macrorregião Norte segue para a 2ª semana da Fase 1;
  • Macrorregião do Cariri permanece na Fase de Transição da Economia, por conta dos indicadores ainda em alerta
  • Ceará é um dos estados que mais receberam auxílio emergencial
Ceará tem 11% dos padres vítimas de covid-19 no país

Ceará tem 11% dos padres vítimas de covid-19 no país

Coronavírus: infográfico mostra principais sintomas da doença — Foto: Foto: Infografia/G1

Coronavírus: infográfico mostra principais sintomas da doença — Foto: Foto: Infografia/G1/CE

Compartilhe

Deixe um comentário