Ouvir Rádio: Rádio Senado | Rádio Câmara Fale Conosco

Ministério da Ciência, IFCE e Uece oferecem 2,4 mil vagas em cursos gratuitos na área de TI

0

As vagas são para o público externo e para estudantes de graduação e de cursos técnicos no IFCE

 

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, o Instituto Federal do Ceará (IFCE), a Universidade Estadual do Ceará (Uece) e o Instituto Atlântico ofertam 2,4 mil vagas em cursos de curta duração na área de tecnologias da informação e comunicação. As vagas são para o público externo e para estudantes de graduação e técnico do IFCE.

Interessados podem se inscrever nos cursos até o próximo 26 de junho. O objetivo da iniciativa é desenvolver nos participantes habilidades essenciais para o mercado de trabalho, com apoio de mentores.

As capacitações são gratuitas e nas seguintes trilhas de especialidades: Desenvolvimento iOS, Infraestrutura de Redes 5G e Computação em Nuvem.

 

VEJA TAMBÉM

 

COMO SERÃO OS CURSOS?

Cada curso tem carga horária de 480 horas, distribuídas em três fases, na modalidade de ensino a distância. No total, dura um ano.

Segundo o IFCE, cerca de 70% das atividades serão assíncronas, ou seja, o aluno poderá assistir às aulas online e fazer as atividades conforme a disponibilidade. As aulas estarão disponíveis nos ambientes virtuais de aprendizagem do IFCE e das instituições parceiras. Além disso, serão proporcionados encontros síncronos, remotos, semanais, com a presença de mentores e professores que orientarão os participantes durante a formação.

Os mentores, no entanto, estarão disponíveis diariamente para tirar dúvidas e apoiar os alunos.

>> Confira edital e inscrições

QUEM PODE SE CANDIDATAR?

Podem se candidatar às vagas nos cursos estudantes residentes no Ceará que se enquadrarem nas seguintes situações:

  • Estar cursando o ensino médio regular ou o ensino técnico (integrado, concomitante ou subsequente);
  • Ter concluído o ensino médio e/ou curso técnico com até 20 anos de idade ou ter concluído o ensino médio, técnico integrado ou concomitante nos últimos três anos.

DIÁRIO DO NORDESTE

 

Compartilhe

Deixe um comentário