Ouvir Rádio: Rádio Senado | Rádio Câmara Fale Conosco

“Não sentia mais as minhas pernas”, diz Wesley Safadão

0

Cantor falou sobre problema de saúde que teve em razão de uma hérnia de disco

O cantor Wesley Safadão falou sobre os problemas de saúde pelo qual passou nos últimos dias em razão de uma hérnia de disco. As declarações foram dadas por ele em uma entrevista ao Fantástico, da TV Globo, que vai ao ar neste domingo (17). O artista revelou que chegou a perder até a sensibilidade das pernas.

– Eu já não estava mais sentindo as minhas pernas. Eu conseguia ficar em pé, mas apoiado pelos braços – revelou.

Leia tambémRenan Bolsonaro: “Quem sabe não sou o próximo Elon Musk?”
Mulheres são condenadas após falsa acusação contra motorista
Família enviará cinzas de filho de 11 anos morto para a Lua
Vídeo com “morte” de Bolsonaro: Produção de filme se posiciona
Jogador é preso em estádio antes do jogo por não pagar pensão

Submetido a uma cirurgia para retirada da hérnia no último dia 7, o cantor afirmou que o problema foi resolvido, mas que alguns cuidados ainda são necessários para total recuperação.

– Os próximos dias são fundamentais aí pós-cirurgia, para minha recuperação. Eu acho que o pior já passou. Estou me sentindo super bem. Aguardar mais uma semana e voltar com paciência, né, e a gente vai evoluindo com o tempo – disse.

Em entrevista ao jornal O Globo, o médico do cantor, Francisco Sampaio Junior, disse que o caso de Wesley foi excepcional, visto que os pacientes com hérnia de disco normalmente não precisam passar por cirurgias.

– Normalmente, os pacientes que têm hérnia de disco não precisam fazer cirurgias, pois as inflamações são absorvidas automaticamente pelo organismo em cerca de 4 a 8 semanas. Entretanto, na noite de quarta-feira [6 de julho], ele começou a se queixar novamente de dores nas partes íntimas e a sentir as nádegas anestesiadas. São sintomas graves de um dano neurológico – explicou.

O médico ainda apontou que o cantor estava prestes a ter a “síndrome da cauda equina”, doença grave causada pela compressão e inflamação do feixe de nervos na parte inferior do canal vertebral. A síndrome resulta em paralisia, incontinência intestinal, urinária e até perda de movimentos.

Compartilhe

Deixe um comentário