Ouvir Rádio: Rádio Senado | Rádio Câmara Fale Conosco

PF nega haver evidências contra Sarney, Jucá e Renan nas gravações de Sérgio Machado

0

A Polícia Federal enviou, nesta sexta-feira (21), um relatório ao Supremo Tribunal Federal (STF) afirmando que não há evidências suficientes para incriminar os senadores Renan Calheiros (PMDB) e Romero Jucá (PMDB) e o ex-presidente José Sarney por obstrução de Justiça com base nas gravações disponibilizadas pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado.

O relatório poderá levar o STF a rever o acordo de delação premiada fechado com Sérgio Machado, que liberou três filhos do delator envolvidos no esquema de desvio de dinheiro na Transpetro e filhos mediante ao pagamento de R$ 75 milhões em multa. Ainda segundo o acordo, Sérgio Machado só pode ser condenado a no máximo 20 anos e cumprirá 2 anos e três meses em regime fechado e, em seguida, mais nove meses em semiaberto.

Gravações

As gravações de Sérgio Machado derrubaram dois ministros do presidente Michel Temer: Romero Jucá (Planejamento) e Fabiano Silveira (Transparência). Nelas, políticos aparecem criticando a Lava Jato. Romero Jucá chega a citar um “grande acordo nacional” “com o Supremo [Tribunal Federal], com tudo” para tirar Dilma Rouseff da presidência, pôr Michel Temer no Planalto e “estancar a sangria”.

Ceará News

Compartilhe

Deixe um comentário