Por 7 votos a 4, STF decide manter a prisão de Palocci

0

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje, 12, que Antonio Palocci continuará preso. Foram 7 votos a 4. O ex-ministro está desde setembro de 2016 em prisão preventiva em Curitiba.

A defesa pedia que ele pudesse recorrer em liberdade da condenação a 12 anos e meses de prisão determinada pelo juiz Sérgio Moro.

Votaram pela manutenção da prisão: Edson Fachin (relator), Luís Roberto Barros, Alexandre de Moraes, Luiz Fui, Rosa Weber, Celso de Mello e Cármen Lúcia.

Votaram pela soltura: Marco Aurélio Mello, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes.

Compartilhe

Deixe um comentário