Ouvir Rádio: Rádio Senado / Universitária FM 107.9 Fale Conosco

Pulando o muro, Solidariedade tende a entrar rachado na campanha estadual

0

Por Fábio Campos
fabiocampos@focus.jor.br

Heitor Férrer foi para o Solidariedade por causa da veia oposicionista do partido. No acerto com o deputado federal Genecias Noronha, o parlamentar deixou clara a sua posição: ser oposição a Camilo Santana e aos Ferreira Gomes. Férrer já declarou apoio ao General Theophilo. Portanto, se o Solidariedade se bandear para o Governo, a sigla entra rachada na campanha.

Heitor está com pouca sorte com suas escolhas partidárias. Após duas décadas no PDT, o partido acabou sendo ocupado pelo grupo de Cid Gomes, que teve em Heitor o seu mais relevante opositor na Assembleia. O deputado foi para o PSB, que também acabou no lado governista. Agora, o Solidariedade ameaça o mesmo caminho.

Compartilhe

Deixe um comentário