Ouvir Rádio: Rádio Senado Fale Conosco

São Gonçalo do Amarante é pioneiro em teleconsulta especializada com paciente gestante com hepatite viral

0

O município de São Gonçalo do Amarante foi pioneiro na modalidade de atendimento à distância, para garantir a assistência pré-natal de qualidade, para pacientes em período gestacional, com diagnóstico de hepatite viral, mesmo durante a pandemia do novo coronavírus.

Neste mês de julho, a Secretaria Municipal de Saúde realiza a campanha de conscientização sobre Hepatites Virais. É o Julho Amarelo. Este ano a campanha acontece através das mídias sociais para evitar aglomerações.

A equipe do Programa Saúde da Família, da Unidade Básica de Saúde (UBS) da localidade de Passagem, na Sede, realizou o primeiro teleatendimento com uma especialista em hepatologia do ambulatório de Hepatites do Hospital São José.

A gestante, de iniciais M.L.T.S, de 28 anos, moradora de São Gonçalo do Amarante, está no último mês de gestação, com 38 semanas de gravidez e vem sendo acompanhada por uma equipe do PSF na localidade de Passagem.

A iniciativa foi possível graças a uma parceria entre a Atenção Primária de São Gonçalo do Amarante (UBS Passagem), Vigilância em Saúde (Setor de IST/AIDS e Hepatites Virais) e o Hospital São José (Ambulatório de Hepatites Virais).

De acordo com a coordenadora do Setor de IST/AIDS e Hepatites Virais do município, Régia Moreira, essa modalidade começou a funcionar por conta da pandemia, para não deixar os pacientes sem atendimento. Segundo a coordenadora, o teleatendimento conjunto especializado, foi um sucesso. “Os profissionais da UBS Passagem, Dr. Luciano e Enfermeira Marina, além das profissionais do Hospital São José, Dra. Elodie e Enfermeira Lívia, atenderam conjuntamente a gestante M.L.T.S, com resultados satisfatórios. A paciente irá receber a imunoglobulina na hora do parto, o bebê será vacinado e poderá ser amamentado normalmente. O Setor de Imunização, através da Enfermeira Josiane, providenciou a imunoglobulina que já se encontra disponível no Hospital Municipal para que tudo ocorra em segurança para a gestante e o bebê”, informou Régia Moreira.

A iniciativa foi bastante elogiada por especialistas do Estado do Ceará, que viram como um grande avanço na assistência ao pré-natal de gestantes portadoras de hepatite B nas Unidades Básicas de Saúde de São Gonçalo do Amarante.

Durante a gestação, a hepatite B pode ser um risco a mais, tanto para a mãe como para o bebê, além dos perigos de infecção na hora do parto. Para evitar esses riscos, a vacina contra a hepatite B antes de engravidar, ou a partir do segundo trimestre da gestação é fundamental.

Compartilhe

Deixe um comentário