Ouvir Rádio: Rádio Senado | Rádio Câmara Fale Conosco

Terminal de Uso Privado no Porto do Pecém vai gerar 8 mil empregos

0

As obras terão início em 2023. O equipamento será responsável por integrar a logística da ferrovia Transnordestina e a Logística Nordeste com as modalidades de transporte rodoviário e aquaviário

Átila Varela
atila@focus.jor.br

A construção do Terminal de Uso Privado no Porto do Pecém da Nordeste Logística (Tup Nelog) vai gerar aproximadamente 8 mil empregos no Estado.

De acordo com José Roberto Correia Serra, diretor da Nelog, a expectativa é de que o empreendimento seja responsável pela geração de 2.000 empregos diretos na fase de obras, além de 6.000 postos de trabalho diretos e indiretos quando estiver totalmente operacional, em 2026.

“Nossa expectativa é iniciar as obras em 2023 e entrar na fase operacional plena em 2026, com os quatro terminais ativos. Além da geração de emprego, o TUP Nelog trará impacto significativo na arrecadação tributária do Estado e na movimentação do Porto do Pecém”, ressaltou José Roberto Correia Serra.

O equipamento será responsável por integrar a logística da ferrovia Transnordestina e a Logística Nordeste com as modalidades de transporte rodoviário e aquaviário.

Audiência
Nesta quinta-feira, 27, foi realizada audiência pública para apresentação dp rojeto e dos estudos ambientais do empreendimento.

“Nosso objetivo é discutir, com toda a população cearense, os impactos e benefícios que o Estado pode ter com a instalação do projeto, além de esclarecer as dúvidas inerentes ao Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e ao Relatório de Impacto Ambiental (Rima) do empreendimento”, disse o gerente de controle ambiental da Semace, Waslley Pinheiro, que presidiu a audiência.

O processo de licenciamento do projeto está sendo conduzido pelo Complexo do Pecém, visando à obtenção da Licença Previa. “Estamos totalmente preparados para receber o TUP NELOG. Neste ano, o Porto do Pecém completa 20 anos e não temos dúvida de que seguiremos evoluindo”, pontuou Rebeca Oliveira, diretora de Relações Institucionais do Complexo do Pecém.

A Semace receberá, pelos próximos 20 dias, as respostas, por parte do empreendedor, aos questionamentos que ficaram pendentes na audiência.

Compartilhe

Deixe um comentário