Ouvir Rádio: Rádio Senado Fale Conosco

UFC recebe primeira patente exclusiva por invenção de aparelho para aplicação sem dor de anestesia

0

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

Uma nova invenção, que acaba de se tornar a primeira carta patente de titularidade exclusiva da Universidade Federal do Ceará (UFC), pode possibilitar aplicação de anestesia durante procedimentos odontológicos sem causar dor. Na última terça-feira, 7, o Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) concedeu a carta patente que outorga à UFC a propriedade, em todo o território nacional, da invenção de um novo equipamento robótico de aplicação de anestesia bucal.

A patente, que tem validade de 10 anos, é a terceira alcançada pela Universidade e a primeira que traz a Instituição como única titular. O equipamento surge com a proposta de substituir as temidas seringas nos procedimentos odontológicos, trazendo uma aparência bem mais amigável, uma vez que o paciente nem sequer visualiza a agulha, que fica embutida no aparelho.

“Existem equipamentos similares, mas o nosso deu alguns passos à frente. É uma anestesia que realmente não causa dor. Os outros só contemplam a velocidade do fluxo de injeção do anestésico. O nosso, além disso, controla, através do computador, a velocidade de penetração da agulha e cria uma vibração que faz com que o paciente não sinta dor”, explica o Prof. Jeová Siebra.

O invento é de autoria do professor do Curso de Odontologia José Jeová Siebra Moreira Neto, em parceria com a também professora do curso Juliana Oliveira Gondim e com os pesquisadores Augusto Darwin Moreira de Araújo Lima e Alexssandra Camarço Prado Lima, que, na época do depósito do pedido da patente, cursavam, respectivamente, doutorado e mestrado no Programa de Pós-Graduação em Odontologia da UFC.

Compartilhe

Deixe um comentário