Ouvir Rádio: Rádio Senado Fale Conosco

Zema: ‘Hospitais de Minas Gerais estão ociosos’

0
O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, participou do Pânico nesta quinta-feira (21)

O governador de Minas GeraisRomeu Zema, afirmou, em entrevista ao Pânico nesta quinta-feira (21), que os hospitais do estado estão “ociosos” pelo baixo número de infectados pela Covid-19.

“Os hospitais estão ociosos, não temos pessoas doentes que têm procurado os hospitais para fazer teste. E não vou ficar laçando as pessoas para fazer teste”, disse o governador. Ele ainda afirmou que apenas 7% dos leitos de UTI estão ocupados por pacientes com a doença causada pelo novo coronavírus.

Segundo dados do Ministério da Saúde divulgados na quarta-feira (20), Minas Gerais tem 5.286 casos de Covid-19 e 177 mortes, os menores números absolutos do Sudeste. São 25 casos a cada 100 mil habitantes e 0,8 mortes, uma das menores taxas do país.

“Estamos longe de poder dizer que vencemos a pandemia. Mas, comparativamente, estamos indo bem”, disse Zema sobre as estatísticas.

Economia

Com os números baixos, o estado planeja a retomada econômica. Romeu Zema afirmou que 90% das cidades já estão com economia reaberta.

Isso é importante porque o novo coronavírus teve um impacto “desastroso” na economia mineira, segundo o governador.

“A situação de Minas é a mais grave em todos os estados do brasil. Nos últimos dois meses, só fechamos nossas contas porque tivemos receitas extraordinárias”, admitiu.

Zema ainda explicou que os recursos garantidos hoje pelo governo federal são importantes, mas não vão cobrir todo o rombo no orçamento do estado.

“A ajuda federal sequer vai completar a metade do que estamos perdendo com a arrecadação de ICMS”, lamentou. “Minas Gerais, nos últimos anos, criou despesas numa proporção muito maior. Em um momento como esse, fica inviável governar. Vamos precisar de reformas estruturais”, prometeu o governador mineiro.

Compartilhe

Deixe um comentário