Ouvir Rádio: Rádio Senado / Universitária FM 107.9 Fale Conosco

Ciro diz que ‘‘graças ao não deixa roubar’’ de Camilo, CE tem contas equilibradas e alerta governador sobre espertalhões

0

O pré-candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, disse, nesta quinta-feira, que ‘’graças ao não deixa roubar’’ e a equipe competente do Governador Camilo Santana, o Ceará se encontra em situação de contas equilibradas e estabilidade nas finanças. Ciro afirmou, ainda, que a coesão política do grupo que mantém Camilo no Poder, com o apoio da maioria dos deputados estaduais sob a liderança do Presidente da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque, ajuda o Ceará a se desenvolver e fez um alerta sobre os espertalhões que tentam se aproveitar da bondade de Camilo Santana. Camilo, que antecedeu presidenciável do PDT entre os oradores, disse que ”Ciro é a grande plataforma para mais justiça social para o B rasil”.

Ao discursar para prefeitos, deputados estaduais e federais, vereadores e lideranças municipais que prestigiaram a Convenção Regional do PDT, Ciro Gomes destacou que o Ceará está entre os quatro estados que mantém salários em dia e equilíbrio das finanças. O presidenciável afirmou que dos 27 Estados brasileiros, 23 enfrentaram ou enfrentam dificuldades e, em algum momento, deixaram de honrar compromissos com a dívida da União, atrasaram fornecedores e salários dos servidores. Citou, como exemplos dessas dificuldades, os Estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul e Minas Gerais.

A deferência feita por Ciro Gomes ao Governador Camilo Santana e ao presidente da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque, foi entendida como uma sinalização da dobradinha que poderá compor, em 2018, a chapa ao Governo do Estado – Camilo, candidato à reeleição, e Zezinho, candidato a vice-governador. O presidente da Federação das Indústrias do Ceará (FIEC), Beto Studart, sonhou e trabalhou para ser vice de Camilo, mas recebeu o recado que a vaga tem dono. Beto entendeu o recado, se recolheu e decidiu permanecer no comando da FIEC.

Durante o discurso para os convencionais, Ciro Gomes lamentou, ainda, a onda de violência provocada de dentro dos presídios pelas facções criminosas de outros estados que invadiram o Ceará e lamentou decisões da Justiça que acabam por contribuir com a criminalidade. Uma dessas iniciativas foi a proibição para as operadoras de telefonia móvel instalarem equipamentos para barrar o sinal de celulares nas dependências internas dos presídios. O uso do celular pelos líderes e presidiários tem sido uma das fontes que alimentam as organizações criminosas. Ciro criticou, ainda, o discurso demagógico de opositores. Ele não citou nomes, mas o recado tinha endereço certo: o capitão Wagner, deputado estadual do PR.

A cobertura da Convenção do PDT teve a participação das estagiárias Camila Maciel e Lais Sousa.

Compartilhe

Deixe um comentário