Ouvir Rádio: Rádio Senado Fale Conosco

Avenida Antônio Sales vai ter velocidade máxima reduzida para 50 km/h, em Fortaleza

0

Via é um dos trechos mais movimentados da capital cearense. As multas por descumprimento à velocidade máxima só vão ser aplicada após seis meses do início da alteração.

A avenida Antônio Sales, em Fortaleza, vai passar a ter limite máximo de velocidade de 50km/h para veículos a partir desta quarta-feira (5). A medida, de acordo com a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), faz parte do Maio Amarelo — campanha sobre segurança no trânsito — e vai modificar o tráfego entre a Av. Aguanambi e a Rua Monsenhor Catão.

Fortaleza tem, atualmente, 64 km de vias com essa definição de limite máximo no trânsito, espalhados em vários pontos da cidade, como avenida Presidente Castelo Branco (Leste Oeste)Santos Dumont, AboliçãoFrei CiriloOsório de Paiva, entre outros.

Na Leste-Oeste, a primeira contemplada com a intervenção, o resultado foi satisfatório com a redução de 40,60% no quantitativo de atropelamentos e de 20,2% no índice de acidentes com vítima, conforme avaliação da AMC. Em relação a acidentes envolvendo ciclistas, a queda foi de 23,9%. Já a estatística de acidentes fatais reduziu 34,2%.

Na Av. Antônio Sales, ações educativas vão orientar o fluxo de pessoas nos primeiros dias e será dado um período educativo de seis meses, a partir da conclusão da sinalização, para os motoristas se adaptarem ao novo limite de velocidade, garante a AMC. A aplicação de penalidade só terá início após essa fase de educação no trânsito.

Acidentes no trânsito

A AMC justifica a medida com base no alto índice de acidentalidade viária. Segundo a superintendente do órgão, Juliana Coelho, a Antônio Sales vem se apresentando crítica em relação aos sinistros de trânsito registrados na via. “Nos últimos 5 anos, registramos 600 ocorrências na avenida, sendo 50% com vítimas. Os dados servem como alerta para que possamos criar condições de deslocamento seguras e salvar cada vez mais vidas”, esclarece.

Já a Organização Mundial da Saúde (OMS), sugere que readequar a velocidade de 60 para 50 km/h em uma via aumenta em dez vezes a chance de uma pessoa atropelada sobreviver. O excesso de velocidade interfere no campo visual do motorista, dificultando a percepção de pedestres e outros obstáculos nas ruas.

Em Fortaleza, este é o principal comportamento de risco cometido. Conforme pesquisa realizada pelo órgão de trânsito, disponibilizada no Relatório Anual de Segurança Viária, 13% dos veículos excederam a velocidade no ano passado. O desrespeito é ainda maior quando o usuário é motociclista. Um a cada quatro motociclistas desrespeita o limite de velocidade.

G1 CE

Compartilhe

Deixe um comentário